Proposta de orçamento prevê despesas na ordem de mais de 44 mil milhões

  • Governadora Provincial do Cunene, Gerdina Didalelwa
Cunene- A proposta de orçamento geral para província do Cunene durante o exercício económico de 2022 é de 44 mil milhões 378 milhões 229 mil 888 kwanzas, mais cinco mil milhões, 15 milhões, 425 mil 250, em relação ao que está em execução.

Deste valor, um mil milhão 400 milhões de Kwanzas serão aplicados no Programa de Investimento Público, um mil milhão e 231 milhões de kwanzas em despesas de apoio ao desenvolvimento, enquanto a maior parte será gasta em despesas com o pessoal.

O orçamento dominou a IV reunião ordinária do governo provincial, realizada hoje, sob orientação da governadora local, Gerdina Didalelwa, que aprovou o documento.

Em declarações à imprensa, o director Gabinete provincial de Estudos e Planeamento (GEP), Pelágio Pukulukeni, informou que 44 projectos estão inscritos para execução no próximo ano, dos quais 20 são novos.

Entre os projectos, destaca-se a construção de duas assembleias autárquicas municipais, reabilitação e ampliação de administrações municipais, reconduzidos do Plano Integrado de Intervenção nos Municípios (PIIM),  bem como a construção, reabilitação e apetrechamento de mais de 10 escolas.

Para além dos projectos reconduzidos do PIIM, frisou que os restantes têm a ver com a inclusão de projectos do PIP que desde  2014 estão paralisados, por razões financeiras.

Durante a reunião foi igualmente analisado o plano de construção de infraestruturas sociais na orla fronteiriça, a regularização jurídica dos projectos habitacionais do estado, bem como a proposta de regulamento e procedimento de cedência de lotes para autoconstrução dirigida na urbanização da Caxila III.

 

Deste valor, um mil milhão 400 milhões de Kwanzas serão aplicados no Programa de Investimento Público, um mil milhão e 231 milhões de kwanzas em despesas de apoio ao desenvolvimento, enquanto a maior parte será gasta em despesas com o pessoal.

O orçamento dominou a IV reunião ordinária do governo provincial, realizada hoje, sob orientação da governadora local, Gerdina Didalelwa, que aprovou o documento.

Em declarações à imprensa, o director Gabinete provincial de Estudos e Planeamento (GEP), Pelágio Pukulukeni, informou que 44 projectos estão inscritos para execução no próximo ano, dos quais 20 são novos.

Entre os projectos, destaca-se a construção de duas assembleias autárquicas municipais, reabilitação e ampliação de administrações municipais, reconduzidos do Plano Integrado de Intervenção nos Municípios (PIIM),  bem como a construção, reabilitação e apetrechamento de mais de 10 escolas.

Para além dos projectos reconduzidos do PIIM, frisou que os restantes têm a ver com a inclusão de projectos do PIP que desde  2014 estão paralisados, por razões financeiras.

Durante a reunião foi igualmente analisado o plano de construção de infraestruturas sociais na orla fronteiriça, a regularização jurídica dos projectos habitacionais do estado, bem como a proposta de regulamento e procedimento de cedência de lotes para autoconstrução dirigida na urbanização da Caxila III.