Receitas fiscais em Malanje com superávite de 76,9 por cento

  • Governador de Malanje, Norberto dos Santos
Malanje - Mil milhão 682 milhões 149 mil Kwanzas é o montante arrecadado, em 2020, pela Repartição Fiscal de Malanje, afecta à segunda Região Tributária, na cobrança de impostos, representando um crescimento de 76,9 por cento em relação ao previsto.

Os números foram avançados quarta-feira pelo governador de Malanje, Norberto dos Santos “Kwata Kanawa”, durante a I Sessão Ordinária do Governo Provincial, referindo que a previsão, em termos de arrecadação para o ano transacto, era de 950 milhões 648 mil Kwanzas.

Precisou que tal aumento traduz uma maior responsabilidade dos contribuintes no cumprimento dos seus deveres fiscais e manifestou a disponibilidade do Governo de Malanje de continuar a apoiar a Administração Geral Tributária (AGT) na melhoria da arrecadação das receitas.

Por outro lado, o governador disse que, no ano em referência, o governo local contraiu despesas de 46 mil milhões 816 milhões 798 mil Kwanzas, tendo as despesas com o pessoal consumido a maior fatia (60 por cento).

Realçou, igualmente, a construção, em 2020, de infra-estruturas sociais básicas ligadas aos sectores da educação, saúde, energia e águas, com vista a melhoria das condições de vida das populações, assim como empreendimentos de suporte à actividade económica e melhoria do ambiente de negócio para o investimento privado.

Fez saber que para 2021 a previsão orçamental ronda os 62 mil milhões 85 milhões 958 mil Kwanzas, estimando que 19 por cento deste valor será destinado ao PIP (Programa de Investimentos Públicos).

Apontou a eliminação dos constrangimentos técnicos e financeiros que ainda persistem na execução dos projectos do PIIM (Plano Integrado de Intervenção nos Municípios) como uma das acções prementes para este ano, com vista a colocar à disposição das populações a maioria dos projectos, ainda no decurso de 2021.

Outra atenção, prosseguiu, incidirá no PRODESI (Programa de Apoio à Produção, Diversificação das Exportações e Substituição das Importações), no âmbito do qual foram já aprovados financiamentos para 15 cooperativas e 6 operadores de comércio e distribuição.

A I Sessão Ordinária do Governo Provincial de Malanje vai apreciar os projectos de electrificação da Região da Baixa de Cassanje, o da Empresa de Gestão de Terrenos Iinfra-estruturados (EGTI), o Plano de Acção do Programa de Desenvolvimento Nacional 2018-2022 e o OGE (Orçamento Geral do Estado) para este ano.

O encontro, que conta com a participação de administradores municipais e directores de gabinetes provinciais, vai ainda analisar os planos municipais de prevenção contra a malária, processos de integração dos ex-militares, entre outras questões.

 

Os números foram avançados quarta-feira pelo governador de Malanje, Norberto dos Santos “Kwata Kanawa”, durante a I Sessão Ordinária do Governo Provincial, referindo que a previsão, em termos de arrecadação para o ano transacto, era de 950 milhões 648 mil Kwanzas.

Precisou que tal aumento traduz uma maior responsabilidade dos contribuintes no cumprimento dos seus deveres fiscais e manifestou a disponibilidade do Governo de Malanje de continuar a apoiar a Administração Geral Tributária (AGT) na melhoria da arrecadação das receitas.

Por outro lado, o governador disse que, no ano em referência, o governo local contraiu despesas de 46 mil milhões 816 milhões 798 mil Kwanzas, tendo as despesas com o pessoal consumido a maior fatia (60 por cento).

Realçou, igualmente, a construção, em 2020, de infra-estruturas sociais básicas ligadas aos sectores da educação, saúde, energia e águas, com vista a melhoria das condições de vida das populações, assim como empreendimentos de suporte à actividade económica e melhoria do ambiente de negócio para o investimento privado.

Fez saber que para 2021 a previsão orçamental ronda os 62 mil milhões 85 milhões 958 mil Kwanzas, estimando que 19 por cento deste valor será destinado ao PIP (Programa de Investimentos Públicos).

Apontou a eliminação dos constrangimentos técnicos e financeiros que ainda persistem na execução dos projectos do PIIM (Plano Integrado de Intervenção nos Municípios) como uma das acções prementes para este ano, com vista a colocar à disposição das populações a maioria dos projectos, ainda no decurso de 2021.

Outra atenção, prosseguiu, incidirá no PRODESI (Programa de Apoio à Produção, Diversificação das Exportações e Substituição das Importações), no âmbito do qual foram já aprovados financiamentos para 15 cooperativas e 6 operadores de comércio e distribuição.

A I Sessão Ordinária do Governo Provincial de Malanje vai apreciar os projectos de electrificação da Região da Baixa de Cassanje, o da Empresa de Gestão de Terrenos Iinfra-estruturados (EGTI), o Plano de Acção do Programa de Desenvolvimento Nacional 2018-2022 e o OGE (Orçamento Geral do Estado) para este ano.

O encontro, que conta com a participação de administradores municipais e directores de gabinetes provinciais, vai ainda analisar os planos municipais de prevenção contra a malária, processos de integração dos ex-militares, entre outras questões.