Sonangol assina contratos para construção do terminal Oceânico da Barra do Dande

  • Edifício sede da Sonangol
Luanda - A Sonangol E.P. assinou, na quinta-feira, em Luanda, três contratos relativos à construção do Terminal Oceânico da Barra do Dande (TOBD), cuja as obras na primeira fase terminam em finais de 2022.

O terminal terá uma capacidade de armazenamento de combustíveis de 580.000 metros cúbicos de produtos refinados.

Tal capacidade, associada à já existente, segundo uma nota da Sonangol, chegada à Angop, irá suprir as necessidades do país, pois vai igualmente tornar o processo de recepção e distribuição de produtos refinados mais seguro, eficiente e menos dispendioso.

Para o efeito, depois da efectivação do concurso, foram contratados os serviços de engenharia da “Procurement”, Construção e Comissionamento (EPCC), vencido pela OECI, sendo de igual modo contratada a Dar Angola para Comissão de Fiscalização da Empreitada.

A empresa SOAPRO foi atribuída a realização dos estudos de impacto ambiental do projecto.

O acto de assinatura dos contratos foi testemunhado pelo Secretário de Estado dos Petróleos, José Alexandre Barroso.

O projecto da Barra do Dande, sito na província do Bengo, é um projecto estratégico e de interesse Nacional, que integra os objectivos definidos no Plano de Desenvolvimento Nacional 2018-2022 do Executivo Nacional.

O Terminal Oceânico da Barra do Dande será a principal plataforma para assegurar o armazenamento e recepção de produtos derivados de petróleo para atender as Reservas Estratégicas, de Segurança e Operacionais do país, bem como promover um importante “hub” de armazenamento e comercialização de combustíveis na região.

O terminal terá uma capacidade de armazenamento de combustíveis de 580.000 metros cúbicos de produtos refinados.

Tal capacidade, associada à já existente, segundo uma nota da Sonangol, chegada à Angop, irá suprir as necessidades do país, pois vai igualmente tornar o processo de recepção e distribuição de produtos refinados mais seguro, eficiente e menos dispendioso.

Para o efeito, depois da efectivação do concurso, foram contratados os serviços de engenharia da “Procurement”, Construção e Comissionamento (EPCC), vencido pela OECI, sendo de igual modo contratada a Dar Angola para Comissão de Fiscalização da Empreitada.

A empresa SOAPRO foi atribuída a realização dos estudos de impacto ambiental do projecto.

O acto de assinatura dos contratos foi testemunhado pelo Secretário de Estado dos Petróleos, José Alexandre Barroso.

O projecto da Barra do Dande, sito na província do Bengo, é um projecto estratégico e de interesse Nacional, que integra os objectivos definidos no Plano de Desenvolvimento Nacional 2018-2022 do Executivo Nacional.

O Terminal Oceânico da Barra do Dande será a principal plataforma para assegurar o armazenamento e recepção de produtos derivados de petróleo para atender as Reservas Estratégicas, de Segurança e Operacionais do país, bem como promover um importante “hub” de armazenamento e comercialização de combustíveis na região.