Sonangol regulariza abastecimento de gasóleo no sul

  • Posto de abastecimento de combustiveis, no Lubango
Lubango - O abastecimento de gasóleo na região sul do país começou a normalizar esta semana, com a chegada de um navio ao Terminal Oceânico do Namibe, com seis mil metros cúbicos, após duas semanas de crise por rotura de stock.

A informação vem expressa num comunicado de imprensa da Sonangol, através da Unidade de Negócio de Distribuição e Comercialização, chegado à ANGOP, referindo que com o navio chegam igualmente 4.010 metros cúbicos de gasolina.  

No documento, a Sonangol justifica que a falta do líquido deveu-se a um atraso na reposição de stocks, decorrente de "questões operacionais", o que causou baixos níveis de disponibilidade do gasóleo nas províncias da Huíla, Namibe, Cunene e Cuando Cubango.

Para estabilizar a situação, a Concessionária Nacional de Combustíveis avança que está também em curso, a partir do Terminal Oceânico do Lobito, a transferência de 600 metros cúbicos de gasóleo destinado a Huíla e quantidade para o Namibe.

A Unidade de Negócio de Distribuição e Comercialização da Sonangol apela à compreensão dos consumidores e a manter a calma.

A informação vem expressa num comunicado de imprensa da Sonangol, através da Unidade de Negócio de Distribuição e Comercialização, chegado à ANGOP, referindo que com o navio chegam igualmente 4.010 metros cúbicos de gasolina.  

No documento, a Sonangol justifica que a falta do líquido deveu-se a um atraso na reposição de stocks, decorrente de "questões operacionais", o que causou baixos níveis de disponibilidade do gasóleo nas províncias da Huíla, Namibe, Cunene e Cuando Cubango.

Para estabilizar a situação, a Concessionária Nacional de Combustíveis avança que está também em curso, a partir do Terminal Oceânico do Lobito, a transferência de 600 metros cúbicos de gasóleo destinado a Huíla e quantidade para o Namibe.

A Unidade de Negócio de Distribuição e Comercialização da Sonangol apela à compreensão dos consumidores e a manter a calma.