Streit Group avança negociações para montagem de carros blindados

Luanda - O presidente da companhia de produção de veículos blindados, Guerman Goutorov, está em Angola para liderar a negociação da instalação de uma fábrica de montagem de automóveis pesados e veículos blindados, num investimento na ordem dos 35 milhões de dólares.

A fábrica de montagem prevista será erguida  na Zona Económica Especial Luanda-Bengo (ZEE), município de Viana, onde serão montados  veículos tácticos militares, veículos blindados de luxo e para fins especiais, veículos para transporte de valores e de passageiros em serviços protocolares e particulares, além de veículos para uso em áreas de difícil acesso, como em regiões agrícolas, desertos e terrenos arenosos.

Nesta segunda-feira, em audiência concedida pelo presidente do Conselho de Administração da ZEE,  António Henriques da Silva, as partes abordaram as políticas e condições em torno desta empreitada, que prevê a criação de 200 a 400 postos de trabalho, numa primeira fase.

Para o empresário dos Emirados Árabes Unidos, as boas condições de investimento e de instalação para a produção industrial encontradas no país e, especialmente, na ZEE Luanda-Bengo são das razões que atraíram o Streit Group a sua instalação em Angola.

Com o investimento de 35 milhões de dólares na fábrica de montagem, a Streit Group prevê uma  redução da  importação de veículos especiais.

Guerman Goutorov acrescentou que as condições oferecidas são boas, augurando que os produtos a serem montados sejam de interesse para a economia do país.

"Estamos esclarecidas sobre algumas questões para a implementação do nosso projecto", manifestou, garantindo que até ao final de 2020 já terão os processos jurídicos, impostos aduaneiros, questões comerciais e estudo de viabilidade concluídos para que se possa dar início à fase de implementação da indústria no país angolano.

“Tínhamos algumas questões relativamente ao processo de investimento por esclarecer e também já o fizemos. Achamos que teremos a nossa decisão até ao final do ano para uma data da instalação da fábrica aqui em Angola”, afirmou o empresário", referiu o empresário.

Por seu turno, António da Silva, garantiu que da Zona Económica Especial Luanda-Bengo está pronto para acolher a instalação da fábrica, cujo   processo corre a ritmo satisfatório face a reacção expressa do grupo empresarial visivelmente   interessado.

A primeira visita do referido grupo a Angola foi realizada em Setembro deste ano.

O Streit Group é líder mundial na fabricação de veículos blindados de propriedade  privada, com mais de 25 anos de experiência no sector.

O seu portfólio de veículos blindados são implantados na África, Oriente Médio, Ásia, Américas e Europa Oriental, tendo mais de 25 escritórios em todo o mundo e 12 instalações de produção de última geração em economias de potência mundial como no  Canadá, Emirados Árabes Unidos, Estados Unidos da América, Turquia, Iraque, Paquistão, Índia, Tailândia e Jordão.

A grande variedade de veículos produzidos pela companhia é projectada para fornecer protecção total e eficaz em todas as situações, usados pelas forças armadas em todo o mundo.

A fábrica de montagem prevista será erguida  na Zona Económica Especial Luanda-Bengo (ZEE), município de Viana, onde serão montados  veículos tácticos militares, veículos blindados de luxo e para fins especiais, veículos para transporte de valores e de passageiros em serviços protocolares e particulares, além de veículos para uso em áreas de difícil acesso, como em regiões agrícolas, desertos e terrenos arenosos.

Nesta segunda-feira, em audiência concedida pelo presidente do Conselho de Administração da ZEE,  António Henriques da Silva, as partes abordaram as políticas e condições em torno desta empreitada, que prevê a criação de 200 a 400 postos de trabalho, numa primeira fase.

Para o empresário dos Emirados Árabes Unidos, as boas condições de investimento e de instalação para a produção industrial encontradas no país e, especialmente, na ZEE Luanda-Bengo são das razões que atraíram o Streit Group a sua instalação em Angola.

Com o investimento de 35 milhões de dólares na fábrica de montagem, a Streit Group prevê uma  redução da  importação de veículos especiais.

Guerman Goutorov acrescentou que as condições oferecidas são boas, augurando que os produtos a serem montados sejam de interesse para a economia do país.

"Estamos esclarecidas sobre algumas questões para a implementação do nosso projecto", manifestou, garantindo que até ao final de 2020 já terão os processos jurídicos, impostos aduaneiros, questões comerciais e estudo de viabilidade concluídos para que se possa dar início à fase de implementação da indústria no país angolano.

“Tínhamos algumas questões relativamente ao processo de investimento por esclarecer e também já o fizemos. Achamos que teremos a nossa decisão até ao final do ano para uma data da instalação da fábrica aqui em Angola”, afirmou o empresário", referiu o empresário.

Por seu turno, António da Silva, garantiu que da Zona Económica Especial Luanda-Bengo está pronto para acolher a instalação da fábrica, cujo   processo corre a ritmo satisfatório face a reacção expressa do grupo empresarial visivelmente   interessado.

A primeira visita do referido grupo a Angola foi realizada em Setembro deste ano.

O Streit Group é líder mundial na fabricação de veículos blindados de propriedade  privada, com mais de 25 anos de experiência no sector.

O seu portfólio de veículos blindados são implantados na África, Oriente Médio, Ásia, Américas e Europa Oriental, tendo mais de 25 escritórios em todo o mundo e 12 instalações de produção de última geração em economias de potência mundial como no  Canadá, Emirados Árabes Unidos, Estados Unidos da América, Turquia, Iraque, Paquistão, Índia, Tailândia e Jordão.

A grande variedade de veículos produzidos pela companhia é projectada para fornecer protecção total e eficaz em todas as situações, usados pelas forças armadas em todo o mundo.