Escolas do Huambo equipadas com material de biossegurança

  • Escolas recebem meios de biossegurança e limpeza
Huambo – As mil 228 escolas do ensino primário ao II ciclo da província do Huambo receberam, esta quinta-feira, de meios de biossegurança e kits de limpeza, para prevenção e combate à Covid-19.

Dos meios entregues, no âmbito do Projecto de Aprendizagem para Todos (PAT), implementado pelo Ministério da Educação, com financiamento do Banco Mundial, consta 19 mil 502 litros de lixívia, mil 773 reservatórios de água e três 966 baldes com torneiras.

Foram entregues ainda dois mil 690 baldes para a limpeza das escolas, igual número de esfregonas, três mil 690 vassouras e mil 179 baldes para o armazenamento do lixo.

As escolas beneficiaram ainda de cinco mil 895 litros de álcool em gel, três mil 582 luvas, 13 mil e 500 viseiras, além de material para fabrico de sabão caseiro.

A propósito, o secretário-geral do Governo do Huambo, Tiago Cangombe António, ressaltou a iniciativa do Banco Mundial na disponibilização do material de biossegurança para as escolas locais, por melhorar a qualidade de ensino/aprendizagem.

Já director do Gabinete local da Educação, Celestino Piedade Chiquela, informou que  este programa foi antecedido da formação de 77 produtores de sabão em todos os municípios.

No presente ano lectivo, foram matriculados um milhão, 29 mil 681 alunos do ensino primário ao II ciclo do ensino, contra 933 mil 609, em 2019, com uma taxa de crescimento de 9,10 por cento.

Dos meios entregues, no âmbito do Projecto de Aprendizagem para Todos (PAT), implementado pelo Ministério da Educação, com financiamento do Banco Mundial, consta 19 mil 502 litros de lixívia, mil 773 reservatórios de água e três 966 baldes com torneiras.

Foram entregues ainda dois mil 690 baldes para a limpeza das escolas, igual número de esfregonas, três mil 690 vassouras e mil 179 baldes para o armazenamento do lixo.

As escolas beneficiaram ainda de cinco mil 895 litros de álcool em gel, três mil 582 luvas, 13 mil e 500 viseiras, além de material para fabrico de sabão caseiro.

A propósito, o secretário-geral do Governo do Huambo, Tiago Cangombe António, ressaltou a iniciativa do Banco Mundial na disponibilização do material de biossegurança para as escolas locais, por melhorar a qualidade de ensino/aprendizagem.

Já director do Gabinete local da Educação, Celestino Piedade Chiquela, informou que  este programa foi antecedido da formação de 77 produtores de sabão em todos os municípios.

No presente ano lectivo, foram matriculados um milhão, 29 mil 681 alunos do ensino primário ao II ciclo do ensino, contra 933 mil 609, em 2019, com uma taxa de crescimento de 9,10 por cento.