Covid-19: Mais de 100 escolas recebem material de biossegurança

  • Ilustração do Covid-19
Dundo – As 178 escolas do ensino primário ao II ciclo, na província da Lunda Norte, estão desde esta segunda-feira, a ser reforçadas com material de biossegurança, no âmbito da prevenção contra a Covid-19.

Constam do material distribuído pela direcção local da Educação álcool em gel, baldes com torneiras, viseiras, depostos de água, luvas, lixívia, outros adquiridos com financiamento do Banco Mundial, avaliado em 54 milhões, 788 mil, 400 kwanzas.

Em declarações à imprensa, o director do Gabinete Provincial da Educação, Frederico Barroso, assegurou que com este reforço, as escolas na Lunda Norte, sobretudo no ensino primário, têm condições de biossegurança para o reinício das aulas.

Disse que para além do material de biossegurança, o Banco Mundial (BM) disponibilizou alguma verba com vista à formação de docentes, para o fabrico de sabão, para a higienização das mãos, no âmbito do Programa Aprendizagem para Todos (PAT) do BM.

Avançou que para além das verbas disponibilizadas pelo Banco Mundial, o governo central alocou 30 milhões de kwanzas, para aquisição de material de biossegurança, que começou a ser distribuído recentemente em todas as escolas primárias dos dez municípios.

Actualmente a Lunda Norte tem 178 Escolas, comportando 1.723 salas de aulas, sendo 89 infraestruturas escolares para o ensino primário, sete colégios, 67 complexos escolares, sete liceus, seis magistérios e dois institutos técnicos que permitiram a inserção de 226 mil, 449 cidadãos no sistema de ensino em 2021.

A província da Lunda Norte tem o registo de 230 casos positivos, dos quais 128 recuperados, quatro óbitos e 98 activos.  

Constam do material distribuído pela direcção local da Educação álcool em gel, baldes com torneiras, viseiras, depostos de água, luvas, lixívia, outros adquiridos com financiamento do Banco Mundial, avaliado em 54 milhões, 788 mil, 400 kwanzas.

Em declarações à imprensa, o director do Gabinete Provincial da Educação, Frederico Barroso, assegurou que com este reforço, as escolas na Lunda Norte, sobretudo no ensino primário, têm condições de biossegurança para o reinício das aulas.

Disse que para além do material de biossegurança, o Banco Mundial (BM) disponibilizou alguma verba com vista à formação de docentes, para o fabrico de sabão, para a higienização das mãos, no âmbito do Programa Aprendizagem para Todos (PAT) do BM.

Avançou que para além das verbas disponibilizadas pelo Banco Mundial, o governo central alocou 30 milhões de kwanzas, para aquisição de material de biossegurança, que começou a ser distribuído recentemente em todas as escolas primárias dos dez municípios.

Actualmente a Lunda Norte tem 178 Escolas, comportando 1.723 salas de aulas, sendo 89 infraestruturas escolares para o ensino primário, sete colégios, 67 complexos escolares, sete liceus, seis magistérios e dois institutos técnicos que permitiram a inserção de 226 mil, 449 cidadãos no sistema de ensino em 2021.

A província da Lunda Norte tem o registo de 230 casos positivos, dos quais 128 recuperados, quatro óbitos e 98 activos.