Docentes universitários actualizam conhecimentos

  • Participantes à abertura do seminário metodológico
Ondjiva - Docentes universitários do Instituto Politécnico de Ondjiva, província do Cunene, estão, nesta quinta-feira, a ser capacitados em matéria de metodologia do processo de ensino educativo, práticas lectivas e avaliativas.

Durante a formação de um dia, os participantes estão a debater temas sobre avaliação diagnóstica, relevância e procedimentos para sua elaboração e aplicação, critérios para planificação de aulas, boas práticas de administração de aulas e a avaliação de conteúdos.

Na ocasião, o coordenador da comissão instaladora do Instituto Politécnico de Ondjiva, Paulino Soma Adriano, disse que o seminário de refrescamento visa consolidar práticas didácticas pedagógicas dos docentes, de modo a promover um ensino de qualidade.

De acordo com o responsável, o docente deve ter a responsabilidade de preparar as aulas, responder claramente as necessidades e questões apresentadas pelos estudantes, incentivar a investigação científica, entre outros pormenores, relevantes para a melhoria do processo de ensino e aprendizagem.

Na abertura, a governadora provincial do Cunene, Gerdina Didalelwa, destacou a importância dos cursos de capacitação dos professores universitários, por serem um método fundamental para a actualização de conhecimentos.

Referiu que os cursos de capacitação de professores contribuem também para a melhoria do processo de ensino e aprendizagem nas universidades do país, em particular da província.

“A capacitação contínua dos docentes deve ser observada como uma modalidade que concorre para a qualidade do processo de ensino e aprendizagem, de modo a permanecer na vanguarda do conhecimento”, enfatizou

Gerdina Didalelwa salientou que as escolas necessitam de professores comprometidos com a instituição, que tenham domínio pedagógico e conheçam as dificuldades dos estudantes, no sentido de arranjar soluções.

No seu entender, a melhoria da qualidade do ensino superior passa pela formação permanente do seu corpo docente, sobre as práticas modernas do sector.

Entretanto, disse que o governo está atento às dificuldades que os docentes enfrentam no exercício da sua actividade lectiva, sobretudo as ligadas a infra-estruturas, daí que estão a efectuar diligências no sentido de mitigar esta situação.

Nesta senda, apontou a aprovação do projecto de ampliação e apetrecho da actual infra-estrutura, a ser enquadrada nas acções Plano de Integrado de Intervenção nos Municípios.

O Instituto Politécnico de Ondjiva conta com seis cursos ligados a engenharias, ciência da educação e saúde, suportados por 20 docentes efectivos angolanos, 50 cubanos, um vietnamita e 33 colaboradores ao nível do regime pós- laboral.

Em funcionamento desde 2009, o IPO colocou no mercado 146 graduados.

 

Durante a formação de um dia, os participantes estão a debater temas sobre avaliação diagnóstica, relevância e procedimentos para sua elaboração e aplicação, critérios para planificação de aulas, boas práticas de administração de aulas e a avaliação de conteúdos.

Na ocasião, o coordenador da comissão instaladora do Instituto Politécnico de Ondjiva, Paulino Soma Adriano, disse que o seminário de refrescamento visa consolidar práticas didácticas pedagógicas dos docentes, de modo a promover um ensino de qualidade.

De acordo com o responsável, o docente deve ter a responsabilidade de preparar as aulas, responder claramente as necessidades e questões apresentadas pelos estudantes, incentivar a investigação científica, entre outros pormenores, relevantes para a melhoria do processo de ensino e aprendizagem.

Na abertura, a governadora provincial do Cunene, Gerdina Didalelwa, destacou a importância dos cursos de capacitação dos professores universitários, por serem um método fundamental para a actualização de conhecimentos.

Referiu que os cursos de capacitação de professores contribuem também para a melhoria do processo de ensino e aprendizagem nas universidades do país, em particular da província.

“A capacitação contínua dos docentes deve ser observada como uma modalidade que concorre para a qualidade do processo de ensino e aprendizagem, de modo a permanecer na vanguarda do conhecimento”, enfatizou

Gerdina Didalelwa salientou que as escolas necessitam de professores comprometidos com a instituição, que tenham domínio pedagógico e conheçam as dificuldades dos estudantes, no sentido de arranjar soluções.

No seu entender, a melhoria da qualidade do ensino superior passa pela formação permanente do seu corpo docente, sobre as práticas modernas do sector.

Entretanto, disse que o governo está atento às dificuldades que os docentes enfrentam no exercício da sua actividade lectiva, sobretudo as ligadas a infra-estruturas, daí que estão a efectuar diligências no sentido de mitigar esta situação.

Nesta senda, apontou a aprovação do projecto de ampliação e apetrecho da actual infra-estrutura, a ser enquadrada nas acções Plano de Integrado de Intervenção nos Municípios.

O Instituto Politécnico de Ondjiva conta com seis cursos ligados a engenharias, ciência da educação e saúde, suportados por 20 docentes efectivos angolanos, 50 cubanos, um vietnamita e 33 colaboradores ao nível do regime pós- laboral.

Em funcionamento desde 2009, o IPO colocou no mercado 146 graduados.