Ensino Superior recomenda qualificação do corpo docente

  • Eugénio Silva, secretário de Estado do Ensino Superior (Arquivo)
Luanda  - O secretário de Estado para o Ensino Superior, Eugénio da Silva, considerou, nesta quinta-feira,  fundamental investir na qualidade  e apostar na formação da qualificação do corpo docente.

De acordo com o responsável, que falava no final de uma visita de supervisão ao Instituto Superior Politécnico Atlântida,  quando se potência o corpo docente também se melhora a qualidade de ensino.

Eugénio da Silva  informou que, do total das 64 instituições do país, 25  têm sido visitadas como amostra para verificar as dinâmicas internas, gestão do processo do ensino e aprendizagem, extensão e investigação.

A intenção, conforme Eugénio da Silva, é observar o funcionamento dos cursos de engenharia e ciências da saúde.

Durante a visita constatou o funcionamento do curso de saúde, com três laboratórios de análises clínicas, anatomia e enfermagem, assim como  o não funcionamento do curso de engenharia.

A visita teve ainda como objectivo supervisionar o grau de cumprimento dos normativos legais constantes nos diplomas reguladores do Subsistema do Ensino Superior, prestar apoio técnico e metodológico no âmbito da oferta de cursos de graduação, especialização, mestrado e doutoramento, bem como identificar eventuais constrangimentos no funcionamento das Instituições do Ensino Superior (IES).

Por seu turno, a presidente do Instituto Superior Atlântida, Albertina Zacaria, disse ser necessário visitas de supervisão as instituições para melhor se aferir sobre o funcionamento e programas de formação internos e externos para a capacitação pedagógica.

" Nesta altura está em curso a formação de agregação pedagógica interna para aprimorar os conhecimentos e habilidades técnicas de comunicação, interacção entre os docentes e estudantes na sala de aulas", explicou.

O Instituto Superior Politécnico Atlântida está vocacionado para o ensino de qualidade, dotado de autonomia estatutária, científica, pedagógica, administrativa, patrimonial, financeira e disciplinar, nos termos da legislação em vigor.

De acordo com o responsável, que falava no final de uma visita de supervisão ao Instituto Superior Politécnico Atlântida,  quando se potência o corpo docente também se melhora a qualidade de ensino.

Eugénio da Silva  informou que, do total das 64 instituições do país, 25  têm sido visitadas como amostra para verificar as dinâmicas internas, gestão do processo do ensino e aprendizagem, extensão e investigação.

A intenção, conforme Eugénio da Silva, é observar o funcionamento dos cursos de engenharia e ciências da saúde.

Durante a visita constatou o funcionamento do curso de saúde, com três laboratórios de análises clínicas, anatomia e enfermagem, assim como  o não funcionamento do curso de engenharia.

A visita teve ainda como objectivo supervisionar o grau de cumprimento dos normativos legais constantes nos diplomas reguladores do Subsistema do Ensino Superior, prestar apoio técnico e metodológico no âmbito da oferta de cursos de graduação, especialização, mestrado e doutoramento, bem como identificar eventuais constrangimentos no funcionamento das Instituições do Ensino Superior (IES).

Por seu turno, a presidente do Instituto Superior Atlântida, Albertina Zacaria, disse ser necessário visitas de supervisão as instituições para melhor se aferir sobre o funcionamento e programas de formação internos e externos para a capacitação pedagógica.

" Nesta altura está em curso a formação de agregação pedagógica interna para aprimorar os conhecimentos e habilidades técnicas de comunicação, interacção entre os docentes e estudantes na sala de aulas", explicou.

O Instituto Superior Politécnico Atlântida está vocacionado para o ensino de qualidade, dotado de autonomia estatutária, científica, pedagógica, administrativa, patrimonial, financeira e disciplinar, nos termos da legislação em vigor.