Estudantes universitários capacitados sobre política fiscal

  • Pormenor da cidade de Benguela (Arquivo)
Benguela – Mais de mil estudantes universitários da província de Benguela concluíram hoje, quarta-feira, a primeira fase do Programa Nacional de Educação e Cidadania Fiscal, promovido em parceria com a Administração Geral Tributária, soube a ANGOP.

A acção formativa, que durou um mês e meio, abordou aspectos sobre o Imposto Predial Urbano (IPU), Imposto Industrial (II), Imposto Especial de Consumo (IEC), Imposto sobre o Valor Acrescentado (IVA), Imposto sobre os Veículos Motorizados (IVM)   e outros procedimentos aduaneiros na  importação e exportação.

Falando no acto de encerramento, o coordenador provincial da Associação dos Estudantes das Universidades Privadas de Angola em Benguela, Pascoal Luís, disse que a iniciativa contou com a participação de estudantes dos cursos de direito, economia e contabilidade.

Referiu que o presente programa de formação nas instituições do ensino superior, a nível nacional, visa munir os estudantes de competências para melhor compreenderem e interpretarem as novas políticas tributárias implementadas pela AGT.

“De uma maneira geral, frisou, os formandos estão agora mais abalizados sobre matérias relativas ao sistema fiscal angolano, para uma cidadania e cultura fiscal plena”, disse.

Já o director regional da 4ª Região Tributária, Milton Costa, disse que o programa foi concebido para servir de vector de sensibilização, educação e promover a cidadania fiscal.

Reafirmou que outra meta que se persegue é justamente evitar a fuga ao fisco e aumentar a arrecadação de receitas para a materialização de várias acções do Executivo.

A quarta região tributária é composta pelas províncias de Benguela, Bié, Cuanza Sul e Huambo.

O ciclo de formação decorreu de 06 de Abril a 2 Junho.

A acção formativa, que durou um mês e meio, abordou aspectos sobre o Imposto Predial Urbano (IPU), Imposto Industrial (II), Imposto Especial de Consumo (IEC), Imposto sobre o Valor Acrescentado (IVA), Imposto sobre os Veículos Motorizados (IVM)   e outros procedimentos aduaneiros na  importação e exportação.

Falando no acto de encerramento, o coordenador provincial da Associação dos Estudantes das Universidades Privadas de Angola em Benguela, Pascoal Luís, disse que a iniciativa contou com a participação de estudantes dos cursos de direito, economia e contabilidade.

Referiu que o presente programa de formação nas instituições do ensino superior, a nível nacional, visa munir os estudantes de competências para melhor compreenderem e interpretarem as novas políticas tributárias implementadas pela AGT.

“De uma maneira geral, frisou, os formandos estão agora mais abalizados sobre matérias relativas ao sistema fiscal angolano, para uma cidadania e cultura fiscal plena”, disse.

Já o director regional da 4ª Região Tributária, Milton Costa, disse que o programa foi concebido para servir de vector de sensibilização, educação e promover a cidadania fiscal.

Reafirmou que outra meta que se persegue é justamente evitar a fuga ao fisco e aumentar a arrecadação de receitas para a materialização de várias acções do Executivo.

A quarta região tributária é composta pelas províncias de Benguela, Bié, Cuanza Sul e Huambo.

O ciclo de formação decorreu de 06 de Abril a 2 Junho.