Edições Novembro vai editar manuais escolares

  • Exposição de manuais escolares
Luanda - O novo Parque Gráfico da empresa Edições Novembro vai, nos próximos tempos, editar manuais escolares e livros, no quadro da estratégia do Executivo, com vista a redução dos custos de produção e incentivo à leitura.

O anúncio é do Presidente do Conselho de Administração da empresa pública, Victor Silva, que falava após ao lançamento da segunda edição do livro "Zunga Pão Rima com Asfalto", um tributo à mulher zungueira.

O responsável disse que, além dos manuais e publicação de obras literárias, a empresa vai entrar também no mercado de produção de outros títulos jornalísticos de órgãos de comunicação social existentes no mercado.

“A indústria gráfica no país requer matéria-prima, que infelizmente ainda é importada”, observou o PCA das Edições Novembro, sublinhando que a gráfica da sua empresa poderá produzir manuais escolares.

Reconheceu que a empresa não tem capacidade para dar resposta às várias solicitações do mercado.

"Há um interesse enorme de alguns jornalistas da casa em publicar os seus escritos (Crónicas e Artigos) em livros, nos domínios do desporto, sociedade e cultura, o que não tem sido possível”, realçou.

Victor Silva explicou que, enquanto editora, a empresa tem dificuldades de vária ordem, desde a reestruturação do parque gráfico obsoleto ás dificuldades financeiras.

Admitiu que o país está a viver momentos difíceis, que têm criado condicionalismos de natureza técnica e financeira.

A empresa Edições Novembro-E.P. é proprietária dos títulos Jornal de Angola, Jornal dos Desportos, Jornal de Economia & Finanças, Jornal Cultura, Jornal Metropolitano, Jornal Planalto e Jornal Ventos do Sul.

O anúncio é do Presidente do Conselho de Administração da empresa pública, Victor Silva, que falava após ao lançamento da segunda edição do livro "Zunga Pão Rima com Asfalto", um tributo à mulher zungueira.

O responsável disse que, além dos manuais e publicação de obras literárias, a empresa vai entrar também no mercado de produção de outros títulos jornalísticos de órgãos de comunicação social existentes no mercado.

“A indústria gráfica no país requer matéria-prima, que infelizmente ainda é importada”, observou o PCA das Edições Novembro, sublinhando que a gráfica da sua empresa poderá produzir manuais escolares.

Reconheceu que a empresa não tem capacidade para dar resposta às várias solicitações do mercado.

"Há um interesse enorme de alguns jornalistas da casa em publicar os seus escritos (Crónicas e Artigos) em livros, nos domínios do desporto, sociedade e cultura, o que não tem sido possível”, realçou.

Victor Silva explicou que, enquanto editora, a empresa tem dificuldades de vária ordem, desde a reestruturação do parque gráfico obsoleto ás dificuldades financeiras.

Admitiu que o país está a viver momentos difíceis, que têm criado condicionalismos de natureza técnica e financeira.

A empresa Edições Novembro-E.P. é proprietária dos títulos Jornal de Angola, Jornal dos Desportos, Jornal de Economia & Finanças, Jornal Cultura, Jornal Metropolitano, Jornal Planalto e Jornal Ventos do Sul.