Instituições universitárias devem ser centros de aproveitamento de ideias

  • Huíla: Domingos da Silva Neto - Secretário de Estado para a Ciência  Tecnologia e Inovação
Moçâmedes- O secretário de Estado para Ciência Tecnologia e Inovação, Domingos da Silva Neto, desafiou, quarta-feira, na província do Namibe, as universidades a serem centros de interacção, numa perspectiva de uma melhor captação e aproveitamento de ideias.

Disse que o objectivo é gerar conhecimento e elaborar ideias que ajudam a desenvolver o pais.

O responsável falava  no terceiro seminário formativo sobre “ Organização, Estruturação e Padronização das Actividades de Investigação Cientifica e Desenvolvimento, Inovação e Empreendedorismo nas Instituições de Ensino Superior”, promovido pela Universidade do Namibe.

Salientou que as instituições universitárias devem ser lugares para debater problemas e soluções do país, onde o diálogo permanente entre estudantes e docentes possa  vislumbrar uma  perspectivas de obtenção de resultados animadores.

Disse que a realização deste ciclo de seminários é uma boa prática para um melhor desempenho individual e institucional, aumentando, de forma significativa, a produção científica e tecnológica, que proporciona a presença nos rankings académicos.

“Com este ciclo espera-se que as instituições de Ensino superior do país melhorem a forma como se têm estado a abordar os pilares de  investigação científica e extensão universitária”, sublinhou.

Significa, prosseguiu, que é premente adoptar-se uma organização, estrutura e padronização da implementação das actividades de investigação científica e desenvolvimento.

“Estamos preparados para contribuir na melhoria dos conteúdos pedagógicos do ensino e aprendizagem, objectivo que levou o Ministério do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação a adoptar, em 2020, uma ficha de identificação de problemas, necessidades para futuros financiamento de projectos de inovação científica e desenvolvimento”, garantiu

O terceiro seminário, que já teve lugar nas províncias de Luanda e Huíla, conta com a participação de directores gerais dos Institutos de Ensino Superior, coordenadores para áreas de investigação cientifica e docentes.

O mesmo tem como objectivo contribuir e reforçar a organização, estruturação e padronização da implementação de actividades de investigação cientifica, para capacitar a obtenção e extensão dos resultados, de modo a contribuir para uma melhor inserção das instituições de ensino superior na sociedade.

 

 

 

Disse que o objectivo é gerar conhecimento e elaborar ideias que ajudam a desenvolver o pais.

O responsável falava  no terceiro seminário formativo sobre “ Organização, Estruturação e Padronização das Actividades de Investigação Cientifica e Desenvolvimento, Inovação e Empreendedorismo nas Instituições de Ensino Superior”, promovido pela Universidade do Namibe.

Salientou que as instituições universitárias devem ser lugares para debater problemas e soluções do país, onde o diálogo permanente entre estudantes e docentes possa  vislumbrar uma  perspectivas de obtenção de resultados animadores.

Disse que a realização deste ciclo de seminários é uma boa prática para um melhor desempenho individual e institucional, aumentando, de forma significativa, a produção científica e tecnológica, que proporciona a presença nos rankings académicos.

“Com este ciclo espera-se que as instituições de Ensino superior do país melhorem a forma como se têm estado a abordar os pilares de  investigação científica e extensão universitária”, sublinhou.

Significa, prosseguiu, que é premente adoptar-se uma organização, estrutura e padronização da implementação das actividades de investigação científica e desenvolvimento.

“Estamos preparados para contribuir na melhoria dos conteúdos pedagógicos do ensino e aprendizagem, objectivo que levou o Ministério do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação a adoptar, em 2020, uma ficha de identificação de problemas, necessidades para futuros financiamento de projectos de inovação científica e desenvolvimento”, garantiu

O terceiro seminário, que já teve lugar nas províncias de Luanda e Huíla, conta com a participação de directores gerais dos Institutos de Ensino Superior, coordenadores para áreas de investigação cientifica e docentes.

O mesmo tem como objectivo contribuir e reforçar a organização, estruturação e padronização da implementação de actividades de investigação cientifica, para capacitar a obtenção e extensão dos resultados, de modo a contribuir para uma melhor inserção das instituições de ensino superior na sociedade.