Institutos médios do Namibe ganham novos laboratórios

  • Namibe: Estudantes trabalham no laboratório de Química
  • Namibe: Um ângulo da sala de laboratório de física
  • Namibe: Professor Francisco Kativa, no  Laboratório de Química
Moçâmedes- Nove institutos médios dos municípios de Moçâmedes e Tômbwa, província do Namibe, têm novos laboratórios de Biologia, Química e Física.

Os equipamentos foram adquiridos no mês de Outubro, no âmbito do programa do Ministério da Educação de apetrechamento dos institutos médios.

Os laboratórios, que se encontram já montandos e em funcionamento, estão  a permitir aos professores a transmissão dos conteúdos pedagogicos  aos estudantes nas aulas práticas, no quadro do processo de ensino e aprendizagem.

Foram contemplados os institutos médios Politécnico Pascoal Luvualu,  os liceus São Tomás de Aquino,  Welwitchia Mirabilis, Dr. António Agostinho Neto, entre outros.

“Estes laboratórios estão a ajudar os nossos professores a transmitirem todos os conteúdos práticos que se impunham e os estudantes a aprenderem com mais lucidez questões relacionadas com as disciplinas de Física, Biológica e Química”, disse o director do Gabinete Provincial da Educação, Valério Arcanjo.

Valério Arcanjo, que falava à Angop, esclareceu que as aulas práticas eram ministradas em alguns institutos que já possuem tais equipamentos, como o Instituto de Formação de Professores e o liceu Gabriel Kwanhama, numa parceria entre as duas instituições.

O responsável aconselhou os professores e estudantes dos referidos institutos a cuidarem bem dos equipamentos, para que possam servir os demais discentes. No entanto, não adiantou os custos dos equipamentos.

A província do Namibe possui 28 institutos médios. No presente ano lectivo, foram matriculados mais de131 mil alunos dos diferentes níveis de ensino.

 

 

Os equipamentos foram adquiridos no mês de Outubro, no âmbito do programa do Ministério da Educação de apetrechamento dos institutos médios.

Os laboratórios, que se encontram já montandos e em funcionamento, estão  a permitir aos professores a transmissão dos conteúdos pedagogicos  aos estudantes nas aulas práticas, no quadro do processo de ensino e aprendizagem.

Foram contemplados os institutos médios Politécnico Pascoal Luvualu,  os liceus São Tomás de Aquino,  Welwitchia Mirabilis, Dr. António Agostinho Neto, entre outros.

“Estes laboratórios estão a ajudar os nossos professores a transmitirem todos os conteúdos práticos que se impunham e os estudantes a aprenderem com mais lucidez questões relacionadas com as disciplinas de Física, Biológica e Química”, disse o director do Gabinete Provincial da Educação, Valério Arcanjo.

Valério Arcanjo, que falava à Angop, esclareceu que as aulas práticas eram ministradas em alguns institutos que já possuem tais equipamentos, como o Instituto de Formação de Professores e o liceu Gabriel Kwanhama, numa parceria entre as duas instituições.

O responsável aconselhou os professores e estudantes dos referidos institutos a cuidarem bem dos equipamentos, para que possam servir os demais discentes. No entanto, não adiantou os custos dos equipamentos.

A província do Namibe possui 28 institutos médios. No presente ano lectivo, foram matriculados mais de131 mil alunos dos diferentes níveis de ensino.