Educação promove Jornadas Técnicas e Científicas

  • Director provincial da Educação do Namibe, Valério Arcanjo
Moçâmedes – O sector da educação na província do Namibe promove, desde hoje, segunda-feira, as XIII Jornadas Técnicas, Científicas e Pedagógicas, para promover a partilha de conhecimentos entre professores e alunos.

Durante as jornadas, a decorrer até ao dia 30 sob o lema “Por uma Educação de qualidade construamos os pilares capazes de transformar a sociedade”, professores e estudantes abordam aspectos relacionados com o processo de ensino e os problemas sociais da província do Namibe.

Na abertura, a vice-governadora do Namibe para o sector Político, Económico e Social, Carla Maiza Tavares, disse que o evento desperta a vocação científica dos docentes e discentes, proporcionando um momento de partilha de conhecimento, para além de incentivar a busca de talentos.

Frisou que a formação académica passa necessariamente pela produção científica, com temas que visam solucionar determinados problemas que a província vive, promovendo um ensino de qualidade e excelência.

Disse que a actividade educativa só terá êxito se os professores e alunos pautarem pelo rigor e excelência, para que as temáticas possam trazer inovações com suporte científico.

O director do Gabinete Provincial de Educação, Valério Arcanjo, disse que as jornadas vão permitir promover a cultura de investigação científica, bem como a apresentação, divulgação e reflexão dos trabalhos produzidos pelos docentes.

Durante as jornadas, a decorrer até ao dia 30 sob o lema “Por uma Educação de qualidade construamos os pilares capazes de transformar a sociedade”, professores e estudantes abordam aspectos relacionados com o processo de ensino e os problemas sociais da província do Namibe.

Na abertura, a vice-governadora do Namibe para o sector Político, Económico e Social, Carla Maiza Tavares, disse que o evento desperta a vocação científica dos docentes e discentes, proporcionando um momento de partilha de conhecimento, para além de incentivar a busca de talentos.

Frisou que a formação académica passa necessariamente pela produção científica, com temas que visam solucionar determinados problemas que a província vive, promovendo um ensino de qualidade e excelência.

Disse que a actividade educativa só terá êxito se os professores e alunos pautarem pelo rigor e excelência, para que as temáticas possam trazer inovações com suporte científico.

O director do Gabinete Provincial de Educação, Valério Arcanjo, disse que as jornadas vão permitir promover a cultura de investigação científica, bem como a apresentação, divulgação e reflexão dos trabalhos produzidos pelos docentes.