Técnicos da Educação aprendem a produzir sabão  

Sumbe - Cinquenta técnicos do sector da Educação, na província do Cuanza Sul, estão, desde esta quarta-feira, a beneficiar de uma formação sobre produção de sabão em barra.

Esta acção está a decorrer na cidade do Sumbe, com a duração de um dia, e prevê capacitar os participantes para a produção do sabão a ser distribuído nas escolas, no âmbito da prevenção e combate à COVID-19.

A formação enquadra-se no Projecto de Aprendizagem para Todos (PAT), Inspirar, Criar e Inovar, gizado pelo Ministério da Educação.

De acordo com Marion Celeste, representante do Ministério da Educação e formadora, o objectivo dessa capacitação é garantir um ambiente seguro e saudável entre os alunos e professores durante as aulas.

Sublinhou que o Ministério da Educação pretende criar 168 centros de produção de sabão a nível dos municípios, distritos e comunas e melhorar as práticas de higiene pessoal.

O director do Gabinete Provincial da Educação, Inácio Buta Tito, sublinhou que os custos para a aquisição desse produto indispensável para a lavagem das mãos estarão doravante reduzidos.

Em cada município estarão, no futuro, 10 técnicos do Gabinete Provincial da Educação e 10 das escolas orçamentadas do município do Sumbe.

Esta acção está a decorrer na cidade do Sumbe, com a duração de um dia, e prevê capacitar os participantes para a produção do sabão a ser distribuído nas escolas, no âmbito da prevenção e combate à COVID-19.

A formação enquadra-se no Projecto de Aprendizagem para Todos (PAT), Inspirar, Criar e Inovar, gizado pelo Ministério da Educação.

De acordo com Marion Celeste, representante do Ministério da Educação e formadora, o objectivo dessa capacitação é garantir um ambiente seguro e saudável entre os alunos e professores durante as aulas.

Sublinhou que o Ministério da Educação pretende criar 168 centros de produção de sabão a nível dos municípios, distritos e comunas e melhorar as práticas de higiene pessoal.

O director do Gabinete Provincial da Educação, Inácio Buta Tito, sublinhou que os custos para a aquisição desse produto indispensável para a lavagem das mãos estarão doravante reduzidos.

Em cada município estarão, no futuro, 10 técnicos do Gabinete Provincial da Educação e 10 das escolas orçamentadas do município do Sumbe.