Cuando Cubango: Júlio Bessa eleito primeiro secretário do MPLA

  • Júlio Marcelino Viera Bessa, Governador do Cuando Cubango
Menongue - Os mais de 600 delegados a VI Conferência Extraordinária do MPLA no Cuando Cubango elegeram, neste sábado, Júlio Bessa, como novo 1º secretário do partido, com 343 votos a favor, cinco contra e uma abstenção, em substituição de Pedro Mutindi.

Na sua primeira intervenção, como 1º secretário, apontou como primeira tarefa o cumprimento rigoroso das linhas orientadoras e demais instrumentos, por constituírem a base para o crescimento qualitativo e quantitativo do partido em todas as suas estruturas.

Referiu que, como militante, foi ratificado pelo Bureau Político e sufragado pelo voto livre para liderar os destinos do partido na província.

"Daí avulta a nossa primeira tarefa que se resume no cumprimento rigoroso das linhas de orientação do nosso Partido, constantes da Moção de Estratégia do Líder, o Camarada Presidente João Manuel Gonçalves Lourenço", afirmou.

De acordo com o político e também governador da província, foi escolhido apenas para coordenar e superintender a concretização do plano de tarefas que emana das orientações que têm vindo a receber do Bureau Político do MPLA e do seu Secretariado.

Nesta ordem de ideias, reconheceu que compete a todos, na sua circunscrição territorial, local de militância ou no seu Comité de Acção, assegurar que está a fazer a sua parte no melhoramento do funcionamento da organização, na revitalização da vida interna, bem como na mobilização dos militantes.

Exortou os todos no sentido de continuarem a primar pela preservação da disciplina e da coesão interna, bem como no cumprimento obrigatório dos seus deveres e obrigações como cidadão e militante.

Informou, na ocasião, que a digressão recente a sete dos nove municípios do Cuando Cubango permitiu constatar que “estamos a herdar, nesta heróica terra de muitas histórias de luta e batalhas vencidas, um MPLA saudável e presente. Isto pude e a delegação que me acompanhou, constatarmos”.

Sublinhou que o ambiente político que encontrou provou de que a vida política e a acção do seu partido é de bastante vitalidade, não obstante as dificuldades próprias e inerentes ao grande isolamento que muitos militantes, simpatizantes, amigos do MPLA e população em geral estão voltados.

Durante a conferência, foram apresentadas mensagens do secretário Cessante, na voz do 2º secretário provincial, José Martins, da JMPLA e da OMA, bem como da Coordenadora do Grupo de Acompanhamento do Secretariado do BP do Comité Central ao Cuando Cubango, Maricel Marinho da Silva Capama, que no essencial manifestaram apoio incondicional em torno do secretário eleito.

Na sua primeira intervenção, como 1º secretário, apontou como primeira tarefa o cumprimento rigoroso das linhas orientadoras e demais instrumentos, por constituírem a base para o crescimento qualitativo e quantitativo do partido em todas as suas estruturas.

Referiu que, como militante, foi ratificado pelo Bureau Político e sufragado pelo voto livre para liderar os destinos do partido na província.

"Daí avulta a nossa primeira tarefa que se resume no cumprimento rigoroso das linhas de orientação do nosso Partido, constantes da Moção de Estratégia do Líder, o Camarada Presidente João Manuel Gonçalves Lourenço", afirmou.

De acordo com o político e também governador da província, foi escolhido apenas para coordenar e superintender a concretização do plano de tarefas que emana das orientações que têm vindo a receber do Bureau Político do MPLA e do seu Secretariado.

Nesta ordem de ideias, reconheceu que compete a todos, na sua circunscrição territorial, local de militância ou no seu Comité de Acção, assegurar que está a fazer a sua parte no melhoramento do funcionamento da organização, na revitalização da vida interna, bem como na mobilização dos militantes.

Exortou os todos no sentido de continuarem a primar pela preservação da disciplina e da coesão interna, bem como no cumprimento obrigatório dos seus deveres e obrigações como cidadão e militante.

Informou, na ocasião, que a digressão recente a sete dos nove municípios do Cuando Cubango permitiu constatar que “estamos a herdar, nesta heróica terra de muitas histórias de luta e batalhas vencidas, um MPLA saudável e presente. Isto pude e a delegação que me acompanhou, constatarmos”.

Sublinhou que o ambiente político que encontrou provou de que a vida política e a acção do seu partido é de bastante vitalidade, não obstante as dificuldades próprias e inerentes ao grande isolamento que muitos militantes, simpatizantes, amigos do MPLA e população em geral estão voltados.

Durante a conferência, foram apresentadas mensagens do secretário Cessante, na voz do 2º secretário provincial, José Martins, da JMPLA e da OMA, bem como da Coordenadora do Grupo de Acompanhamento do Secretariado do BP do Comité Central ao Cuando Cubango, Maricel Marinho da Silva Capama, que no essencial manifestaram apoio incondicional em torno do secretário eleito.