Adida cultural sugere Palácio da cultura no Lubango

  • Huila: Maria Marcelina Gomes, adida cultural de Angola na China
Lubango – A adida cultural de Angola na China, Marcelina Gomes, defendeu, neste sábado, no Lubango, a necessidade da construção de um palácio da cultura na Huíla, para melhor preservar a história, o património material e imaterial.

Falando numa palestra subordinada ao tema “O Carnaval e o turismo como elemento da cultura”, organizada pela Direcção da Cultura, Turismo, Juventude e Desprtos, Marcelina Gomes considerou que a instalação de uma infra-estrutura cultural pode impulsionar o turismo cultural na Huíla, por gongregar biblioteca, sala de exposições fotográficas e uma incubadora.

Em seu entender, é necessário criar um espaço aberto que permita rentabilizar o programa de desenvolvimento cultural, por meio das danças típicas tradicionais e folclóricas, assim como um cancioneiro identitário angolano.

Marcelina Gomes frisou ainda que o Carnaval, por ser uma manifestação cultural nacional e que expressa o interesse no desenvolvimento económico em Angola, deve merecer mais atenção, com a criação de um arquivo que imortalize.

O evento marcou o encerramento da programação do Carnaval iniciada no dia 16, com seminários e exposições fotográficas.

Falando numa palestra subordinada ao tema “O Carnaval e o turismo como elemento da cultura”, organizada pela Direcção da Cultura, Turismo, Juventude e Desprtos, Marcelina Gomes considerou que a instalação de uma infra-estrutura cultural pode impulsionar o turismo cultural na Huíla, por gongregar biblioteca, sala de exposições fotográficas e uma incubadora.

Em seu entender, é necessário criar um espaço aberto que permita rentabilizar o programa de desenvolvimento cultural, por meio das danças típicas tradicionais e folclóricas, assim como um cancioneiro identitário angolano.

Marcelina Gomes frisou ainda que o Carnaval, por ser uma manifestação cultural nacional e que expressa o interesse no desenvolvimento económico em Angola, deve merecer mais atenção, com a criação de um arquivo que imortalize.

O evento marcou o encerramento da programação do Carnaval iniciada no dia 16, com seminários e exposições fotográficas.