Benjamim M’bassy  distinguido com prémio Dstangola/Camões

Luanda – O escritor ango0lano Benjamim M’bassy foi distinguido, esta sexta-feira, com Prémio de Literatura Dstangola/Camões, pela obra “Eutópsia eutopia virada do eu-verso”. 

O Prémio de Literatura Dstangola/Camões 2021 consagrou o primeiro livro de Benjamim M´Bakassy, autor natural de Luanda, pela sua originalidade, no esforço e criatividade desenvolvidos para uma obra que não é comum, em que se cruzam a dramaturgia e o exercício poético num discurso literário a todos os títulos de grande qualidade.

O prémio foi criado em 2019, no âmbito do protocolo Empresa Promotora da Língua Portuguesa, celebrado entre o Camões- I.P. e o Dstgroup, para apoiar o Centro Cultural Português em Luanda.

Na sua primeira edição distinguiu o poeta angolano Zetho Cunha Gonçalves, com a obra “Noite Vertical”, seguindo-se o sociólogo e escritor Pepetela, na edição de 2020, com a obra “Sua Excelência de Corpo Presente”.

 

O Prémio de Literatura Dstangola/Camões 2021 consagrou o primeiro livro de Benjamim M´Bakassy, autor natural de Luanda, pela sua originalidade, no esforço e criatividade desenvolvidos para uma obra que não é comum, em que se cruzam a dramaturgia e o exercício poético num discurso literário a todos os títulos de grande qualidade.

O prémio foi criado em 2019, no âmbito do protocolo Empresa Promotora da Língua Portuguesa, celebrado entre o Camões- I.P. e o Dstgroup, para apoiar o Centro Cultural Português em Luanda.

Na sua primeira edição distinguiu o poeta angolano Zetho Cunha Gonçalves, com a obra “Noite Vertical”, seguindo-se o sociólogo e escritor Pepetela, na edição de 2020, com a obra “Sua Excelência de Corpo Presente”.