Carlos Pedro eleito presidente executivo da BJLA

  • Escritor Carlos Pedro eleito presidente da Brigada Jovens de Literatura de Angola
Luanda – O escritor Carlos Pedro é o novo presidente da Comissão Executiva da Brigada Jovem de Literatura de Angola (BJLA), eleito neste sábado, com 107 votos a favor, cinco nulos e um branco.

A votação teve a duração de duas horas e decorreu de forma presencial, em Luanda, e com recursos as novas plataformas tecnológicas, nas demais províncias do país.  

Com essa eleição, quebrou-se o período de 33 anos sem a realização de uma assembleia-geral de renovação de mandatos, que, segundo os estatutos desta agremiação, é de dois em dois anos.

Fazem parte dos novos dirigentes da BJLA, além de Carlos Pedro, Presidente da Comissão Executivo, o secretário-geral, Nilton André “Avó Ngola Avó”, e o presidente da Mesa da Assembleia Geral, Martinho Mbangula.

Em declarações à Angop, Carlos Pedro fez saber que uma das suas missões é lutar para formalizar a legalização da brigada, bem como trabalhar com os membros da agremiação de modo a que possam apresentar o seu talento dentro e fora do país.

Relativamente ao pleito, disse estar muito satisfeito pela correspondência dos colegas de Luanda e das demais províncias, pois todos votaram na necessidade de que a BJLA possa marcar um passo muito importante na sua história.

“ Vamos contar com todas as forças vivas da brigada e dos nossos mais velhos, que acabaram de cessar, já que vamos constituir um comité de honra, onde todas as vezes que precisarmos de apoio, solicitamos”, asseverou.

Os escritores Louro Domingos e Zulinni Bumba, bem como o músico e compositor Kiaku Kiadaff são unânimes em afirmar que se deu um passo para redinamização da Brigada Jovem de Literatura de Angola.

Para Louro Domingos, com esse pleito as condições estão criadas para que os jovens escritores possam de afirmar no mercado literário nacional e estrangeiro.

Zulinni Bumba entende que o escritor Carlos Pedro é a escolha certa para dirigir a agremiação, porque tem um perfil de um inovador e a brigada precisa avançar para o bem dos seus membros.

Já Kiaku Kiadaff fez saber que o acto eleitoral da BJLA significa victória, porquanto precisa-se de mudança, na perspectiva da democratização da instituição, já que a agremiação necessita de vários pensadores.  

A vice-presidente da Comissão Eleitoral, Kanguimbu Ananás, que dirigiu os trabalhos do pleito, elogiou a forma ordeira e urbana como decorreu o pleito, quer com os membros de Luanda, quer com os das demais províncias do país.

A Brigada Jovem de Literatura de Angola (BJLA), representada pelo país, existe desde 1981.

Foi primeiro presidente Conceição Cristóvão, seguiu-se David Filho, nome artístico de David Mendes, e Nicolau Sebastião da Conceição “Kudijimbe”.