Cidade São Paulo ganha Centro Cultural Casa de Angola

  • Casa de Cultura de Angola em São Paulo
São Paulo - A cidade São Paulo (Brasil) vai contar, a partir de sábado, 26, com um Centro Cultural Casa de Angola.

Segundo nota a que a ANGOP teve acesso, o espaço servirá para a apresentar, compartilhar e fortalecer os laços culturais entre Angola e o Brasil.

A abertura da casa contará com a animação da   Irmã Sofia, Leonardo Matumona e João Canda.

Conforme a nota, a agenda reserva ainda a entrega dos troféus Rainha Njinga a Mbandi, Rei Katyavala Bwila e Uanhenga Xitu, numa homenagem aos angolanos, africanos e brasileiros que contribuíram na luta contra o racismo, na construção da identidade dos povos de Angola e na promoção da literatura angolana.

Consta ainda uma exposição fotográfica sobre o património cultural dos povos de Angola e uma exposição individual do artista plástico Isidro Sanene.

Entre os presentes, na cerimónia de inaguração consta a presença do embaixador de Angola no Brasil, Florêncio de Almeida, o vereador Toninho Vespoli, vereadora Juliana Cardoso, a Cônsul de Angola, Maria Santiago, entre outros.

De recordar que Angola tem já um espaço idêntico na Bahia.

Segundo nota a que a ANGOP teve acesso, o espaço servirá para a apresentar, compartilhar e fortalecer os laços culturais entre Angola e o Brasil.

A abertura da casa contará com a animação da   Irmã Sofia, Leonardo Matumona e João Canda.

Conforme a nota, a agenda reserva ainda a entrega dos troféus Rainha Njinga a Mbandi, Rei Katyavala Bwila e Uanhenga Xitu, numa homenagem aos angolanos, africanos e brasileiros que contribuíram na luta contra o racismo, na construção da identidade dos povos de Angola e na promoção da literatura angolana.

Consta ainda uma exposição fotográfica sobre o património cultural dos povos de Angola e uma exposição individual do artista plástico Isidro Sanene.

Entre os presentes, na cerimónia de inaguração consta a presença do embaixador de Angola no Brasil, Florêncio de Almeida, o vereador Toninho Vespoli, vereadora Juliana Cardoso, a Cônsul de Angola, Maria Santiago, entre outros.

De recordar que Angola tem já um espaço idêntico na Bahia.