Duetos N’Avenida estreia na TPA

Luanda- O formato televisivo do projecto musical Duetos N’Avenida estreia sábado, 21, na Televisão Pública de Angola (TPA), com o tributo a Carlos Burity, que faleceu no último mês de Outubro.

Segundo o director executivo da Zano Jovem Produções, Figueira Ginga, que falava, nesta quinta-feira, à ANGOP, à pandemia da Covid-19 provocou a antecipação de uma ideia já existente que era levar a iniciativa para a televisão, em programas quinzenais dentro gralha da TPA.

O responsável justificou que  ideia de levar o projecto do palco para a televisão visa explorar mais, para além da música, os outros elementos da cultura angolana.

"`O nosso sentimento é de estar a levar para os espectadores mais do que um show, e sim um produto cultural de valor acrescentado para no mosaico cultural nacional", reforçou.

Figueira Ginga, que  não esconde a alegria de entregar o dueto à TV, anuncia que os próximos dois programas estão marcados para os dias 5 e 19 de Dezembro.

O projecto, que marca a agenda musical angolana desde 2018, pretende levar mais informação e conteúdos sobre o Projecto Duetos N’Avenida e sobre os artistas.

Esclareceu que, pelo novo formato, já fará a diferença dentro do que é feito e pretende se levar mais educação cultural, conhecimento sobre os músicos intervenientes e mais informação sobre o Projecto Duetos N'Avenida.

Para Figueira Ginga, a  partir da primeira edição, acredita que já haverá um novo programa sobre cultura angolana e depois disso o desafio será melhorar continuamente.

Explicou que, em função da disponibilidade de material, vão escolher os concertos da série a levar à televisão, sendo que agora serem apenas os seleccionados para Novembro e Dezembro.

Depois do dueto entre Carlos Burity, Patrícia Faria, com a participações especial de Gersy Pegado, vão dar espaço ao dueto que teve três dias, que envolveu Paulo Flores e Yuri da Cunha.

A seguir, o program reserva o concerto de Heavy C e Gutto, um dos shows mais aclamados e que marcou a diferença no projecto.

O projecto Duetos N'Avenida, concebido pela organização Zona Jovem Produções, tem o objectivo de valorizar a arte angolana, levando ao palco cantores e comediantes.

Segundo o director executivo da Zano Jovem Produções, Figueira Ginga, que falava, nesta quinta-feira, à ANGOP, à pandemia da Covid-19 provocou a antecipação de uma ideia já existente que era levar a iniciativa para a televisão, em programas quinzenais dentro gralha da TPA.

O responsável justificou que  ideia de levar o projecto do palco para a televisão visa explorar mais, para além da música, os outros elementos da cultura angolana.

"`O nosso sentimento é de estar a levar para os espectadores mais do que um show, e sim um produto cultural de valor acrescentado para no mosaico cultural nacional", reforçou.

Figueira Ginga, que  não esconde a alegria de entregar o dueto à TV, anuncia que os próximos dois programas estão marcados para os dias 5 e 19 de Dezembro.

O projecto, que marca a agenda musical angolana desde 2018, pretende levar mais informação e conteúdos sobre o Projecto Duetos N’Avenida e sobre os artistas.

Esclareceu que, pelo novo formato, já fará a diferença dentro do que é feito e pretende se levar mais educação cultural, conhecimento sobre os músicos intervenientes e mais informação sobre o Projecto Duetos N'Avenida.

Para Figueira Ginga, a  partir da primeira edição, acredita que já haverá um novo programa sobre cultura angolana e depois disso o desafio será melhorar continuamente.

Explicou que, em função da disponibilidade de material, vão escolher os concertos da série a levar à televisão, sendo que agora serem apenas os seleccionados para Novembro e Dezembro.

Depois do dueto entre Carlos Burity, Patrícia Faria, com a participações especial de Gersy Pegado, vão dar espaço ao dueto que teve três dias, que envolveu Paulo Flores e Yuri da Cunha.

A seguir, o program reserva o concerto de Heavy C e Gutto, um dos shows mais aclamados e que marcou a diferença no projecto.

O projecto Duetos N'Avenida, concebido pela organização Zona Jovem Produções, tem o objectivo de valorizar a arte angolana, levando ao palco cantores e comediantes.