Funeral do músico Teta Lágrimas acontece sábado

  • Músico Teta Lagrimas numa das suas actuações no centro Cultural Kilamba
Luanda – Os restos mortais do músico Teta Lágrima vão a enterrar, neste sábado, às 10 horas, no cemitério do Benfica, em Luanda.

O músico morreu na passada terça-feira, 24, vítima de doença.

Oriundo de uma família de artistas, com destaque para o seu falecido irmão, Teta Lando, Teta Lágrimas notabilizou-se com as canções “Essa preta me mata”, “Amor em crise”, “Luanda já foste linda”, e “Amizade colorida”, um conjunto de temas de sucesso que fizeram época e que marcou importantes momentos da memória colectiva musical dos angolanos.

Abel Lágrimas da Conceição Santos Teta, nasceu na província do Zaire.

Teta Lágrimas começou a cantar em 1974.

Na altura imitava canções do seu irmão mais velho,Teta Lando. O seu primeiro disco foi gravado na República Democrática do Congo (RDC). “Dilema”, “Coisas da Vida”, “Genuinamente” e “Estúpido ciúme” são alguns dos seus discos no mercado.

Tem publicadas 8 obras discográficas, nomeadamente, “Mãe de todos nós”, “Coisas da vida”,“Dilema”, “Luanda já foste linda”, “Renascente Esperança”, “Genuinamente”, “Letra chorada”e “Amizade Colorida”, em memória ao irmão Teta Lando, bem como o DVD “Letra Chorada”.

 

O músico morreu na passada terça-feira, 24, vítima de doença.

Oriundo de uma família de artistas, com destaque para o seu falecido irmão, Teta Lando, Teta Lágrimas notabilizou-se com as canções “Essa preta me mata”, “Amor em crise”, “Luanda já foste linda”, e “Amizade colorida”, um conjunto de temas de sucesso que fizeram época e que marcou importantes momentos da memória colectiva musical dos angolanos.

Abel Lágrimas da Conceição Santos Teta, nasceu na província do Zaire.

Teta Lágrimas começou a cantar em 1974.

Na altura imitava canções do seu irmão mais velho,Teta Lando. O seu primeiro disco foi gravado na República Democrática do Congo (RDC). “Dilema”, “Coisas da Vida”, “Genuinamente” e “Estúpido ciúme” são alguns dos seus discos no mercado.

Tem publicadas 8 obras discográficas, nomeadamente, “Mãe de todos nós”, “Coisas da vida”,“Dilema”, “Luanda já foste linda”, “Renascente Esperança”, “Genuinamente”, “Letra chorada”e “Amizade Colorida”, em memória ao irmão Teta Lando, bem como o DVD “Letra Chorada”.