Lançada primeira edição da oficina literária com Kaio Carmona 

  • Escritor Kaio Carmona
Luanda - A Brigada Jovem de Literatura de Angola (BJLA) lançou, na sexta-feira, na União dos Escritores Angolanos (UEA), em Luanda, a primeira edição da oficina literária com o poeta e escritor e poeta brasileiro Kaio Carmona. 

A oficina tem como objectivo munir os jovens escritores de ferramentas científicas e filosóficas, bem como potencializar a iniciação à crítica literária, ao estudo literário. 

De acordo com o secretário-geral adjunto da BJLA,  Francisco Paulo, a instituição tem a nobre missão de levar a literatura aos quatros cantos do país, através da poesia, música em trova, oficinas, tertúlias e o intercâmbio cultural.

Em declarações à ANGOP, o escritor e professor brasileiro Kaio Carmona acredita que a poesia é sempre uma oportunidade de recomeço. 

Conforme o escritor,  o movimento literário brasileiro é muito forte tanto em quantidade como qualidade e vários estilos convivem com uma poesia social, lírica e de experimentação, que está relacionada às artes plásticas, música, fotografia e ao cinema. 

Kaio Carmona é natural de Minas Gerais (Brasil), escritor, poeta e professor da Universidade Agostinho Neto.

Pós doutor em Poéticas da Modernidade. Doutor em Estudos Literários pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

É autor das obras Lírico dos Tempos, lançado em 2006, Compêndios de Amor, em 2013, Para Quando (2017) e A Casa comum, lançado em 2020.

Possui vários artigos publicados e é autor da Coletânea “Entrelinhas, Entremontes - Versos Contemporâneos Mineiros”, idealizado com os autores Vera Casa Nova e Marcelo Dolabela.

A oficina tem como objectivo munir os jovens escritores de ferramentas científicas e filosóficas, bem como potencializar a iniciação à crítica literária, ao estudo literário. 

De acordo com o secretário-geral adjunto da BJLA,  Francisco Paulo, a instituição tem a nobre missão de levar a literatura aos quatros cantos do país, através da poesia, música em trova, oficinas, tertúlias e o intercâmbio cultural.

Em declarações à ANGOP, o escritor e professor brasileiro Kaio Carmona acredita que a poesia é sempre uma oportunidade de recomeço. 

Conforme o escritor,  o movimento literário brasileiro é muito forte tanto em quantidade como qualidade e vários estilos convivem com uma poesia social, lírica e de experimentação, que está relacionada às artes plásticas, música, fotografia e ao cinema. 

Kaio Carmona é natural de Minas Gerais (Brasil), escritor, poeta e professor da Universidade Agostinho Neto.

Pós doutor em Poéticas da Modernidade. Doutor em Estudos Literários pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

É autor das obras Lírico dos Tempos, lançado em 2006, Compêndios de Amor, em 2013, Para Quando (2017) e A Casa comum, lançado em 2020.

Possui vários artigos publicados e é autor da Coletânea “Entrelinhas, Entremontes - Versos Contemporâneos Mineiros”, idealizado com os autores Vera Casa Nova e Marcelo Dolabela.