Lançado projecto cultural "Sou angolano, sou da paz e lutarei pela paz"

  • Carnaval 2020: União Mundo da Ilha dançando semba na nova marginal
Luanda - Um projecto cultural e filantrópico denominado “Sou angolano, sou da paz e lutarei pela paz”, destinado a promover o patriotismo e a cidadania, foi lançado hoje (sábado), no município de Viana, em Luanda, numa iniciativa do músico angolano Chilola de Almeida.

Segundo o mentor do projecto, que tem o patrocínio da Câmara de Comércio Angola-China, a promoção do patriotismo e dignificação da identidade nacional, no âmbito dos seus objetivos, será feita por via das artes.

Para isso, perspectiva incentivar, a manutenção e conservação da paz, como maior ganho social dos últimos anos, e a transmissão de conhecimentos sobre os símbolos nacionais, com destaque para o Hino Nacional.

A estratégia para a concretização do projecto, disse a fonte, será a realização de concursos de música, teatro e dança para os fazedores de artes, além de conferências, workshop´s e palestras a serem realizadas em todo território nacional, a partir do primeiro trimestre do próximo ano.

Presente no acto de lançamento, realizado na casa da Juventude, o presidente da União Nacional dos Artistas e Compositores, Zeca Moreno, realçou a importância do projecto e garantiu apoio da instituição, quer moral, quanto material, até a sua concretização, uma posição partilhada por André Araújo, representante do Conselho Nacional da Juventude na cerimónia.

Por sua vez, o director municipal da cultura de Viana, Melquim dos Santos, afirmou que o projecto é um contributo valioso à Nação, sustentando que aborda a paz, uma conquista que deve ser preservada por todos angolanos.

O representante da Câmara de Comércio Angola-China, Francisco Swami, realçou a importância do projecto, indicando que vai permitir também a ocupação dos tempos livres dos jovens, bem como despertar neles os valores patrióticos e de cidadania.

Marcaram igualmente presença na cerimónia representantes da administração local, da sociedade civil, pessoas ligadas à cultura, entre outros convidados.

 

Segundo o mentor do projecto, que tem o patrocínio da Câmara de Comércio Angola-China, a promoção do patriotismo e dignificação da identidade nacional, no âmbito dos seus objetivos, será feita por via das artes.

Para isso, perspectiva incentivar, a manutenção e conservação da paz, como maior ganho social dos últimos anos, e a transmissão de conhecimentos sobre os símbolos nacionais, com destaque para o Hino Nacional.

A estratégia para a concretização do projecto, disse a fonte, será a realização de concursos de música, teatro e dança para os fazedores de artes, além de conferências, workshop´s e palestras a serem realizadas em todo território nacional, a partir do primeiro trimestre do próximo ano.

Presente no acto de lançamento, realizado na casa da Juventude, o presidente da União Nacional dos Artistas e Compositores, Zeca Moreno, realçou a importância do projecto e garantiu apoio da instituição, quer moral, quanto material, até a sua concretização, uma posição partilhada por André Araújo, representante do Conselho Nacional da Juventude na cerimónia.

Por sua vez, o director municipal da cultura de Viana, Melquim dos Santos, afirmou que o projecto é um contributo valioso à Nação, sustentando que aborda a paz, uma conquista que deve ser preservada por todos angolanos.

O representante da Câmara de Comércio Angola-China, Francisco Swami, realçou a importância do projecto, indicando que vai permitir também a ocupação dos tempos livres dos jovens, bem como despertar neles os valores patrióticos e de cidadania.

Marcaram igualmente presença na cerimónia representantes da administração local, da sociedade civil, pessoas ligadas à cultura, entre outros convidados.