Live no Kubico ao ritmo do leste do país

Luanda - O tradicional show das tardes de domingo, denominado Live no Kubico, homenageou a música do leste do país.

O especial live do leste, destinado a recolha de fundos para apoiar mais de mil famílias da localidade do Luau, na província do Moxico, afectadas com as chuvas, contou com a participação, entre outros de Tony Nguxi, Gabriel Tchiema, Sassa Tchokwe Internacional e Namanhonga.

Com uma entrada marcada pela interpretação de temas como “Ngueche Nguye”, por Rey Lex, “Ika Nalinga” (Chefe Tchikomba), “Mussalo” (Hashirlrimwene), “Mukwaya Miluimbra Quente” (Brilho da Lunda Norte), “Tatxi mu Anda”, Hitche Kwanda” (Lriso Lrya Nguza).

Numa cadência típica da região leste, o palco testemunhou ainda as exibições de Bimbi Show, com as músicas “Coronavírus”, e os Moyowenos da Lunda Sul, com os temas “Está convosco”, “Icula Lamba”, “Kurinhenga” e “Namuleleno”.

No  palco montado no Centro de Produção da TPA na Camama passou ainda Lemba Kuduro, com a música "Kakele",  Mama Tembo com "Mamawangua Mbile", Namanhonga, com "Txombo", "Mana" e " Sambalala", Sassa Tchokwe "Txaco", "Mulekeleke", "Kumbi Kumbi" e "Maria Cumba".

Acompanhados pelas bandas Moyowenos e Sassa Tchokwe Internacional, Tony Nguxi com os temas"Kazee", "Rapsodia", "Lwena, “Moxico", "Makulwana", "Tchole Nawa" e "Kunegile".

Apostado em mostrar a riqueza e a qualidade melódica dos ritmos do leste de Angola, Gabriel Tchihema, o último a a pisar o palco e de guitarra na mão, brindou o público com o resultado do produto dos seus longos anos de carreira. Do baú tirou temas como "Mwene Yesu", "Se me faltas", "Messongue", "Azwlula", "Mbimba", "Chique Chique" e "Itela lá".

O especial Live do Leste contou com apoio dos governos das Lundas Norte e Sul e do Moxico.

O especial live do leste, destinado a recolha de fundos para apoiar mais de mil famílias da localidade do Luau, na província do Moxico, afectadas com as chuvas, contou com a participação, entre outros de Tony Nguxi, Gabriel Tchiema, Sassa Tchokwe Internacional e Namanhonga.

Com uma entrada marcada pela interpretação de temas como “Ngueche Nguye”, por Rey Lex, “Ika Nalinga” (Chefe Tchikomba), “Mussalo” (Hashirlrimwene), “Mukwaya Miluimbra Quente” (Brilho da Lunda Norte), “Tatxi mu Anda”, Hitche Kwanda” (Lriso Lrya Nguza).

Numa cadência típica da região leste, o palco testemunhou ainda as exibições de Bimbi Show, com as músicas “Coronavírus”, e os Moyowenos da Lunda Sul, com os temas “Está convosco”, “Icula Lamba”, “Kurinhenga” e “Namuleleno”.

No  palco montado no Centro de Produção da TPA na Camama passou ainda Lemba Kuduro, com a música "Kakele",  Mama Tembo com "Mamawangua Mbile", Namanhonga, com "Txombo", "Mana" e " Sambalala", Sassa Tchokwe "Txaco", "Mulekeleke", "Kumbi Kumbi" e "Maria Cumba".

Acompanhados pelas bandas Moyowenos e Sassa Tchokwe Internacional, Tony Nguxi com os temas"Kazee", "Rapsodia", "Lwena, “Moxico", "Makulwana", "Tchole Nawa" e "Kunegile".

Apostado em mostrar a riqueza e a qualidade melódica dos ritmos do leste de Angola, Gabriel Tchihema, o último a a pisar o palco e de guitarra na mão, brindou o público com o resultado do produto dos seus longos anos de carreira. Do baú tirou temas como "Mwene Yesu", "Se me faltas", "Messongue", "Azwlula", "Mbimba", "Chique Chique" e "Itela lá".

O especial Live do Leste contou com apoio dos governos das Lundas Norte e Sul e do Moxico.