MCTA defende gestão documental ao uso das novas tecnologias

  • Arquivo Nacional Angola
Luanda – O Ministério da Cultura, Turismo e Ambiente (MCTA) destacou, nesta quarta-feira, a necessidade e as vantagens de diálogo entre a gestão documental e as novas tecnologias na esfera comunicacional.

Numa mensagem em alusão ao Dia Internacional dos Arquivos, o departamento ministerial considera que, enquanto guardiões do passado colectivo, têm a responsabilidade de salvaguardar a documentação produzida ao longo da história, assegurando a constituição e preservação da memória cultural, institucional e pessoal, sendo um suporte dos direitos e identidades.

O MCTA, que reconhece os inúmeros desafios que se impõem aos arquivistas e utentes, augura a optimização de uma governação efectiva, visando a concretização de um desenvolvimento planificado.

Na óptica do MCTA, a missão é preservar um legado patrimonial e cultural, mantendo viva a história de Angola, estimulando as futuras gerações a enfrentar um processo educacional de preservação, conservação e investigação.

Segundo o ministério, o Arquivo Nacional de Angola está preparado para os desafios de conservação, preservação, valorização e divulgação do legado histórico nacional.

A ocasião, lê-se na mensagem, deve servir para a promoção de uma reflexão profunda em torno da gestão dos arquivos nacionais.

Numa mensagem em alusão ao Dia Internacional dos Arquivos, o departamento ministerial considera que, enquanto guardiões do passado colectivo, têm a responsabilidade de salvaguardar a documentação produzida ao longo da história, assegurando a constituição e preservação da memória cultural, institucional e pessoal, sendo um suporte dos direitos e identidades.

O MCTA, que reconhece os inúmeros desafios que se impõem aos arquivistas e utentes, augura a optimização de uma governação efectiva, visando a concretização de um desenvolvimento planificado.

Na óptica do MCTA, a missão é preservar um legado patrimonial e cultural, mantendo viva a história de Angola, estimulando as futuras gerações a enfrentar um processo educacional de preservação, conservação e investigação.

Segundo o ministério, o Arquivo Nacional de Angola está preparado para os desafios de conservação, preservação, valorização e divulgação do legado histórico nacional.

A ocasião, lê-se na mensagem, deve servir para a promoção de uma reflexão profunda em torno da gestão dos arquivos nacionais.