Ministro quer reflexão em torno da dança

  • Ministro da Cultura, Turismo e Ambiente, Jomo  Fortunato
Luanda – O ministro da Cultura, Turismo e Ambiente, Jomo Fortunato, destacou, nesta quinta-feira, a necessidade da promoção de uma reflexão em torno do mundo da dança em Angola.

Em mensagem em torno do Dia Mundial da Dança, Jomo Fortunato considera ser um momento para se repensar o valor das danças tradicionais angolanas, em todas as suas formas de expressão, inseridas num contexto nacional e universal, ressaltando os valores intrínsecos à realidade cultural de Angola.

O ministro manifestou o desejo de o nível de criatividade coreográfica prestigie, ainda mais, a história da dança angolana, que, se pretende, que seja estruturada numa génese baseada na contemporaneidade e diversidade cultural.

Conforme o governante, deve-se,  igualmente, prestar um tributo aos agentes culturais da modalidade que fizeram história, e estimular o surgimento de uma dança contemporânea de inspiração endógena, viva, actuante e de projecção universal.

O Dia Internacional da Dança foi instituído a 29 de Abril de 1982, pelo Comité Internacional da Dança (CID) da Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura (UNESCO), com o objectivo de celebrar a arte e mostrar a sua universalidade, independentemente das barreiras políticas, culturais e éticas.

Em mensagem em torno do Dia Mundial da Dança, Jomo Fortunato considera ser um momento para se repensar o valor das danças tradicionais angolanas, em todas as suas formas de expressão, inseridas num contexto nacional e universal, ressaltando os valores intrínsecos à realidade cultural de Angola.

O ministro manifestou o desejo de o nível de criatividade coreográfica prestigie, ainda mais, a história da dança angolana, que, se pretende, que seja estruturada numa génese baseada na contemporaneidade e diversidade cultural.

Conforme o governante, deve-se,  igualmente, prestar um tributo aos agentes culturais da modalidade que fizeram história, e estimular o surgimento de uma dança contemporânea de inspiração endógena, viva, actuante e de projecção universal.

O Dia Internacional da Dança foi instituído a 29 de Abril de 1982, pelo Comité Internacional da Dança (CID) da Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura (UNESCO), com o objectivo de celebrar a arte e mostrar a sua universalidade, independentemente das barreiras políticas, culturais e éticas.