Museu dos Reis do Kongo recebe mais de cinco mil turistas

  • Museu Dos Reis Do Congo na província do Zaire
Luanda - Mais de cinco mil turistas visitaram o Museu dos Reis, situado na cidade de Mbanza Kongo, província do Zaire.

Os dados foram divulgados nesta terça-feira, em Luanda, pela secretária de Estado da Cultura, Maria da Piedade Jesus.

De acordo com a responsável, que falava no final da reunião da Comissão Multissectorial para a Salvaguarda do Património Cultural Mundial,  trata- se, essencialmente, de turistas religiosos oríundos de países que se identificam com o antigo Reino do Kongo. 

Maria da Piedade de jesus  disse terem sido feitos já vários trabalhos de benfeitorias em cumprimento às recomendações da UNESCO. 

Conforme a responsável, entre as obras de melhoria, a iluminação pública e a construção de quiosques para servir melhor os visitantes do Centro histórico. 

O Sítio Histórico de Mbanza Kongo, antiga capital do Reino do Kongo, foi declarada Património da Humanidade pela UNESCO ( Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura ),  em Julho de 2017. 

Perspectivas para o palácio do Cunene

A secretária de Estado da Cultura falou, também, dos esforços para elevar os escombros do antigo palácio da província do Cunene ao Património da Humanidade.  

As instalações foram destruídas pelas bombas lançadas pelas forças armadas sul-africanas (do então regime segregacionista do “apartheid” ), em Agosto de 1981.  

Por seu turno, o vice-governador da província do Cunene, Apolo Ndinoulenga, informou que decorrem trabalhos de sensibilização das comunidades e recolha de opiniões para a concepção de um projecto de consenso.