Obra de Denise Kangandala já no mercado

  • Bengo: Mara Quiosa, Governadora provincial (à dir)
Luanda – A obra "Arquipélago Sonoro", da escritora angolana Denise Kangandala, foi lançada, esta sexta-feira, em acto decorrido na sede da União dos Escritores Angolanos (UEA), em Luanda.

O livro em género poético retrata a natureza, a beleza da fauna e flora de forma melódica.

Em declaração à Angop, Denise Kangandala disse que escreveu esta obra como forma de incentivar os jovens da nova geração a ganharem o gosto pela escrita literária.

Conforme Denise Kangandala, esta obra tem como diferencial a questão da sonoridade, uma vez que se pode interiorizar o som através do silêncio.

"O movimentar das águas no mar, os rios, a flora e a fauna, a noite e o dia e a humanidade constitui os elementos impulsionadores de sonoridade. E a sonoridade é vista por meio da linguagem poética”, explicou Denise Kangandala.

No entender de Kaio Carmona, que prefaciou a obra, traz algumas imagens fortes.

“A  Denise tem uma trajectória na literatura, na poesia e esse livro confirma o seu espaço dentro da literatura contemporânea angolana”,disse.

Editado pela editora Júsman, a obra conta com 46 páginas e uma tiragem de mil exemplares.

Denise Kangandala, pseudónimo de Denise Joana da Silva Pedro, nasceu a 11 de Março no Lobito (Benguela).

É membro da Brigada Jovem de Literatura de Angola (BJLA). Licenciada em Psicologia no Instituto Superior de Ciências de Educação (ISCED), Pós-graduada em Terminologia e Gestão de Informação pela Universidade Nova de Lisboa, Faculdade de Ciências Sociais e Humanas.

Co-autora do livro “Geografia Mágica de Kianda”, publicado pela Brigada Jovem de Literatura de Angola, em 2005.

É autora dos livros " Ascensão Cósmica”,  "Galáxia de Sorrisos" e  " Borboleta dos meus Vagares”,

Foi premiada na Gala Angola 35 graus, na categoria de Cultura e Arte em 2011.

Tem algumas crónicas e poemas publicados nos sites de notícias e jornais.

O livro em género poético retrata a natureza, a beleza da fauna e flora de forma melódica.

Em declaração à Angop, Denise Kangandala disse que escreveu esta obra como forma de incentivar os jovens da nova geração a ganharem o gosto pela escrita literária.

Conforme Denise Kangandala, esta obra tem como diferencial a questão da sonoridade, uma vez que se pode interiorizar o som através do silêncio.

"O movimentar das águas no mar, os rios, a flora e a fauna, a noite e o dia e a humanidade constitui os elementos impulsionadores de sonoridade. E a sonoridade é vista por meio da linguagem poética”, explicou Denise Kangandala.

No entender de Kaio Carmona, que prefaciou a obra, traz algumas imagens fortes.

“A  Denise tem uma trajectória na literatura, na poesia e esse livro confirma o seu espaço dentro da literatura contemporânea angolana”,disse.

Editado pela editora Júsman, a obra conta com 46 páginas e uma tiragem de mil exemplares.

Denise Kangandala, pseudónimo de Denise Joana da Silva Pedro, nasceu a 11 de Março no Lobito (Benguela).

É membro da Brigada Jovem de Literatura de Angola (BJLA). Licenciada em Psicologia no Instituto Superior de Ciências de Educação (ISCED), Pós-graduada em Terminologia e Gestão de Informação pela Universidade Nova de Lisboa, Faculdade de Ciências Sociais e Humanas.

Co-autora do livro “Geografia Mágica de Kianda”, publicado pela Brigada Jovem de Literatura de Angola, em 2005.

É autora dos livros " Ascensão Cósmica”,  "Galáxia de Sorrisos" e  " Borboleta dos meus Vagares”,

Foi premiada na Gala Angola 35 graus, na categoria de Cultura e Arte em 2011.

Tem algumas crónicas e poemas publicados nos sites de notícias e jornais.