Paulo Flores anuncia novo disco para 30 deste mês

  • Músico Paulo Flores
Luanda – O músico angolano Paulo Flores prevê lançar, no dia 30 do corrente mês, o seu novo disco “Independência“, na FNAC (Portugal) e nas plataformas digitais.

A independência de Angola, cujos 45 anos se assinalaram a 11 de Novembro de 2020, está na base do novo projecto e, em particular, da canção “Amanhã”, já divulgada nas plataformas digitais.

O álbum, com duas dezenas de canções, “carrega alguma saudade, mas também traduz visões para o futuro, temas que exaltam a liberdade e a fraternidade, a harmonia, sempre com um balanço próprio, puramente angolano", soube-se.

Nas suas redes sociais, o artista anuncia ainda a realização, a 21 de Maio próximo, de um show, no Coliseu dos Recreios, em Lisboa (Portugal), de apresentação da nova obra discográfica.

“Tudo o que vi e senti, tudo o que perdi, tudo o que essa perda gerou, tudo o que sou está aqui neste filho. Mais um testemunho do meu ser, da minha existência e do amor aos meus, hoje que sou grande parte do que sonhei, porque sou inteiro aos olhos de quem pertenço”, lê-se numa mensagem do artista publicada na sua página no Faceboock.

Paulo Flores é um dos maiores nomes da música popular de Angola, "embaixador" do semba no mundo. É respeitado por várias gerações de músicos angolanos, graças aos vários trunfos que coleccionou ao longo de mais de 30 anos de carreira.

Paulo Flores lançou o seu primeiro álbum em 1988. As suas canções tratam temas diversos da vida quotidiana dos angolanos.

Autor, compositor e intérprete, com 16 álbuns no mercado, Paulo Flores é uma das principais referências da música de Angola e um defensor incansável do estilo semba. A sua voz inspira-se na tradição urbana de Luanda e a sua música conta histórias de ontem, de hoje e de amanhã.

Nas suas composições, Paulo Flores explora o olhar crítico da geração que cresceu depois da independência. O artista encontra as palavras certas para falar da capacidade de resistência do povo angolano, da sua energia e da sua vitalidade, expressos na música e na dança.

Vencedor do Top dos Mais Queridos de 2010, Paulo Flores é autor de vários sucessos da música angolana, com realce para “Reencontro”, “Inocente”, “ Makalakato”, “Coração Farrapo” e “Coisas da terra”.

A independência de Angola, cujos 45 anos se assinalaram a 11 de Novembro de 2020, está na base do novo projecto e, em particular, da canção “Amanhã”, já divulgada nas plataformas digitais.

O álbum, com duas dezenas de canções, “carrega alguma saudade, mas também traduz visões para o futuro, temas que exaltam a liberdade e a fraternidade, a harmonia, sempre com um balanço próprio, puramente angolano", soube-se.

Nas suas redes sociais, o artista anuncia ainda a realização, a 21 de Maio próximo, de um show, no Coliseu dos Recreios, em Lisboa (Portugal), de apresentação da nova obra discográfica.

“Tudo o que vi e senti, tudo o que perdi, tudo o que essa perda gerou, tudo o que sou está aqui neste filho. Mais um testemunho do meu ser, da minha existência e do amor aos meus, hoje que sou grande parte do que sonhei, porque sou inteiro aos olhos de quem pertenço”, lê-se numa mensagem do artista publicada na sua página no Faceboock.

Paulo Flores é um dos maiores nomes da música popular de Angola, "embaixador" do semba no mundo. É respeitado por várias gerações de músicos angolanos, graças aos vários trunfos que coleccionou ao longo de mais de 30 anos de carreira.

Paulo Flores lançou o seu primeiro álbum em 1988. As suas canções tratam temas diversos da vida quotidiana dos angolanos.

Autor, compositor e intérprete, com 16 álbuns no mercado, Paulo Flores é uma das principais referências da música de Angola e um defensor incansável do estilo semba. A sua voz inspira-se na tradição urbana de Luanda e a sua música conta histórias de ontem, de hoje e de amanhã.

Nas suas composições, Paulo Flores explora o olhar crítico da geração que cresceu depois da independência. O artista encontra as palavras certas para falar da capacidade de resistência do povo angolano, da sua energia e da sua vitalidade, expressos na música e na dança.

Vencedor do Top dos Mais Queridos de 2010, Paulo Flores é autor de vários sucessos da música angolana, com realce para “Reencontro”, “Inocente”, “ Makalakato”, “Coração Farrapo” e “Coisas da terra”.