Percurso de Ngola Kiluanji retratado em filme

  • Moxico: Casting do filme Ngola o Legado de Lilwanji Kyasamba
Luena – O percurso do reinado de Ngola Kiluanji kya Samba, no reino do Ndongo, será retratado numa longa-metragem, a ser lançado entre Março a Agosto de 2022.

O filme denominado “Ngola - O Legado de Kiluanji kya Samba”, de género drama – ficção, é uma produção do grupo Akwafrica e do Instituto Angolano do Cinema e Audiovisual. Conta com o apoio dos ministérios da Cultura, Turismo e Ambiente, e das Telecomunicações, Tecnologias de Informação e Comunicação Social.

Neste momento decorre, no Luena, a primeira fase de escolha dos actores e actrizes do projecto cinematográfico, e posteriormente o casting nas demais rovíncias do país, num período de três meses.

Após este passo, os actores escolhidos vão receber uma formação técnica para uma melhor compreensão e representação no filme sobre a vida e obra de Ngola Kiluanji kya Samba, com filmagens de quatro a seis meses de duração.

Em declarações à imprensa, António José Augusto “Tony Nguxi”, porta-voz do projecto, disse que a longa-metragem, que vai consumir 90 a 110 minutos, tem como objectivo o resgate da cultura africana e dar a conhecer ao mundo a figura deste soberano angolano.  

Sem mencionar o orçamento do filme, explicou que a ideia é revolucionar a indústria cinematográfica angolana, ao exibir a vida e os locais onde o monarca esteve, particularmente, no Moxico, Huíla, Bengo, Uíge e Luanda.

Contou que o roteiro é baseado numa pesquisa actual, realizada nas localidades onde viveu e passou Ngola Kiluanji kya Samba.  

Segundo Tony Nguxi, o trabalho de casting  será exibido na terceira temporada do programa de televisão Weza Angola Imoshi, da TPA (Televisão Pública de Angola).

O filme denominado “Ngola - O Legado de Kiluanji kya Samba”, de género drama – ficção, é uma produção do grupo Akwafrica e do Instituto Angolano do Cinema e Audiovisual. Conta com o apoio dos ministérios da Cultura, Turismo e Ambiente, e das Telecomunicações, Tecnologias de Informação e Comunicação Social.

Neste momento decorre, no Luena, a primeira fase de escolha dos actores e actrizes do projecto cinematográfico, e posteriormente o casting nas demais rovíncias do país, num período de três meses.

Após este passo, os actores escolhidos vão receber uma formação técnica para uma melhor compreensão e representação no filme sobre a vida e obra de Ngola Kiluanji kya Samba, com filmagens de quatro a seis meses de duração.

Em declarações à imprensa, António José Augusto “Tony Nguxi”, porta-voz do projecto, disse que a longa-metragem, que vai consumir 90 a 110 minutos, tem como objectivo o resgate da cultura africana e dar a conhecer ao mundo a figura deste soberano angolano.  

Sem mencionar o orçamento do filme, explicou que a ideia é revolucionar a indústria cinematográfica angolana, ao exibir a vida e os locais onde o monarca esteve, particularmente, no Moxico, Huíla, Bengo, Uíge e Luanda.

Contou que o roteiro é baseado numa pesquisa actual, realizada nas localidades onde viveu e passou Ngola Kiluanji kya Samba.  

Segundo Tony Nguxi, o trabalho de casting  será exibido na terceira temporada do programa de televisão Weza Angola Imoshi, da TPA (Televisão Pública de Angola).