Prémio ENSA-ARTE 2022 insere nova categoria

  • Feira de artes e oficios da mulher
Luanda – O prémio Ensa-Arte vai incorporar, na edição 2022, a categoria de cerâmica artística, como forma de prestigiar e dar maior visibilidade aos promotores nacionais desta arte, deu a conhecer, esta quarta-feira, em Luanda, o presidente do Conselho Administrativo da Seguradora Nacional, Carlos Duarte.

Ao falar em conferência de imprensa, no lançamento da XVI edição do prémio Ensa-Arte, Carlos Duarte referiu que a categoria de cerâmica artística faz parte das novidades do concurso, em substituição da disciplina de fotografia, uma vez que a arte de concepção de objecto com argila tem conhecido um sucesso transversal na cultura angolana.

“Certamente, esta categoria proporcionará a revelação de novas tendências e novos talentos”, referiu.    

Para a XVI edição, o prémio ENSA-ARTE 2022 vai contar com um valor global de vinte e dois milhões e 500 mil kwanzas, com os vencedores, nas categorias de pintura, escultura e cerâmica, a  serem conhecidos em Abril.

O comissário do concurso, Miguel Gonçalves, referiu que os primeiros classificados nas categorias de pintura e escultura receberão, cada, seis milhões de kwanzas, os segundos classificados três milhões e 500 mil Kwanzas.

Os vencedores do prémio juventude, nas duas categorias receberão, cada, um milhão de kwanzas, bem como um kit de material de pintura e escultura. Neste prémio, apenas concorrem os artistas profissionais e não profissionais até aos 30 anos de idade, segundo o regulamento.

Já o vencedor na disciplina de cerâmica artística receberá um prémio no valor de um milhão e 500 mil Kwanzas.

O vencedor do prémio Alliance Française de Luanda, um dos parceiros do concurso, frequentará, durante 30 dias, uma residência artística em França.  

“O corpo de jurado reserva-se ainda ao direito de atribuir menções honrosas às obras não premiadas”, referiu.     

Podem candidatar-se ao prémio ENSA-ARTE XVI, os cidadãos angolanos, residentes no país ou no estrangeiro e os estrangeiros residentes no país, com o cartão de residente plenamente válido.

A inscrição ao concurso é gratuita e feita através do depósito da ficha de inscrição e a obra a nível das agências da ENSA-Seguros de Angola S.A, em todo o país, de 24 de Novembro a 21 de Janeiro de 2022.                                          

Para o director Nacional da Cultura, Euclides da Lomba, o concurso, que já é um habitue a nível nacional, tem proporcionado revelação de novos talentos, bem como a promoção e valorização dos profissionais que ao longo do tempo têm promovido a cultura nacional.

Segundo a organização, os concorrentes podem consultar o regulamento para a participação ao prémio ENSA-ARTE XVI, na página do facebook: ensa.arte.2022.

O prémio ENSA-ARTE de carácter bianual foi instituído em 1991.

De âmbito nacional e com periodicidade bienal, tem como destinatários jovens e conceituados criadores de obras de escultura e pintura.

Ao falar em conferência de imprensa, no lançamento da XVI edição do prémio Ensa-Arte, Carlos Duarte referiu que a categoria de cerâmica artística faz parte das novidades do concurso, em substituição da disciplina de fotografia, uma vez que a arte de concepção de objecto com argila tem conhecido um sucesso transversal na cultura angolana.

“Certamente, esta categoria proporcionará a revelação de novas tendências e novos talentos”, referiu.    

Para a XVI edição, o prémio ENSA-ARTE 2022 vai contar com um valor global de vinte e dois milhões e 500 mil kwanzas, com os vencedores, nas categorias de pintura, escultura e cerâmica, a  serem conhecidos em Abril.

O comissário do concurso, Miguel Gonçalves, referiu que os primeiros classificados nas categorias de pintura e escultura receberão, cada, seis milhões de kwanzas, os segundos classificados três milhões e 500 mil Kwanzas.

Os vencedores do prémio juventude, nas duas categorias receberão, cada, um milhão de kwanzas, bem como um kit de material de pintura e escultura. Neste prémio, apenas concorrem os artistas profissionais e não profissionais até aos 30 anos de idade, segundo o regulamento.

Já o vencedor na disciplina de cerâmica artística receberá um prémio no valor de um milhão e 500 mil Kwanzas.

O vencedor do prémio Alliance Française de Luanda, um dos parceiros do concurso, frequentará, durante 30 dias, uma residência artística em França.  

“O corpo de jurado reserva-se ainda ao direito de atribuir menções honrosas às obras não premiadas”, referiu.     

Podem candidatar-se ao prémio ENSA-ARTE XVI, os cidadãos angolanos, residentes no país ou no estrangeiro e os estrangeiros residentes no país, com o cartão de residente plenamente válido.

A inscrição ao concurso é gratuita e feita através do depósito da ficha de inscrição e a obra a nível das agências da ENSA-Seguros de Angola S.A, em todo o país, de 24 de Novembro a 21 de Janeiro de 2022.                                          

Para o director Nacional da Cultura, Euclides da Lomba, o concurso, que já é um habitue a nível nacional, tem proporcionado revelação de novos talentos, bem como a promoção e valorização dos profissionais que ao longo do tempo têm promovido a cultura nacional.

Segundo a organização, os concorrentes podem consultar o regulamento para a participação ao prémio ENSA-ARTE XVI, na página do facebook: ensa.arte.2022.

O prémio ENSA-ARTE de carácter bianual foi instituído em 1991.

De âmbito nacional e com periodicidade bienal, tem como destinatários jovens e conceituados criadores de obras de escultura e pintura.