Top dos Mais Queridos tem novo formato

  • Musicos Yuri da Cunha e Paulo Flores
Luanda - A Rádio  Nacional de Angola (RNA) lançou, nesta quinta-feira, em Luanda, o Top dos Mais Queridos 2021, com novo formato.

Depois de homenagear, em 2020, todos os vencedores do concurso, este ano a estação pública introduz no regulamento um elemento novo: a votação provincial.

Conforme Presidente do Conselho de Administração da RNA  Pedro Cabral, foi desenhado um evento mais "abrangente a nível nacional".

Segundo o PCA, o Top terá dois momentos distintos, sendo o primeiro o da apuração a nível provincial.

“Inicialmente, a votação nas 18 províncias abrangerá todo e qualquer músico local, seguindo-se a votação dos dez mais”, reforçou.

De acordo com o novo regulamento, o segundo momento do concurso será a disputa dos 10 músicos mais votados em cada uma das 18 províncias do país, que vão concorrer na grande final, agendada para o dia 1 de Outubro do ano em curso.

Apesar da situação epidemiológica do Mundo, em geral, e de Angola, em particular, a organização do Top dos Mais Queridos pretende ter público na gala final.

"Estamos a analisar como será a situação epidemiológica do país nos próximos meses e a preparar um espectáculo com público, pelo que esperamos que consigamos isto até lá", disse o PCA.

Para a edição deste ano, a RNA propõe-se a homenagear a praça (aonde tudo acontece desde a vendedeira informal que comercializa produtos, o ardina que vende os seus livros e  aos engraxadores que limpam os sapatos).

A votação para o top começa já dia nove do mês em curso.

O Top dos Mais Queridos é uma iniciativa cultural da Radiodifusão Nacional de Angola-EP (RNA-EP) que visa premiar as músicas de cantores individuais ou bandas, mais ouvidas nos seus canais envolvendo os ouvintes pela votação no processo de seleção das canções em concurso.

Com três edições ganhas desde o longínquo ano de 1982, o músico Pedrito continua a ser o recordista do Top dos Mais Queridos, uma realização da Rádio Nacional de Angola (RNA), que reúne anualmente os melhores da música angolana.

Pedrito venceu a primeira edição realizada em 1982, repetindo os feitos em 1984 e 1986.

Na segunda posição aparecem Jacinto Tchipa, vencedor em 1988 e 1989, e Matias Damásio, que conquistou o top em 2007 e 2013.

Yannick Afroman, foi o último vencedor do top com a  música "Bakongo", na edicção de 2019.

De 1992 a 2000 não se realizou, devido ao conflito armado no país.

 

Depois de homenagear, em 2020, todos os vencedores do concurso, este ano a estação pública introduz no regulamento um elemento novo: a votação provincial.

Conforme Presidente do Conselho de Administração da RNA  Pedro Cabral, foi desenhado um evento mais "abrangente a nível nacional".

Segundo o PCA, o Top terá dois momentos distintos, sendo o primeiro o da apuração a nível provincial.

“Inicialmente, a votação nas 18 províncias abrangerá todo e qualquer músico local, seguindo-se a votação dos dez mais”, reforçou.

De acordo com o novo regulamento, o segundo momento do concurso será a disputa dos 10 músicos mais votados em cada uma das 18 províncias do país, que vão concorrer na grande final, agendada para o dia 1 de Outubro do ano em curso.

Apesar da situação epidemiológica do Mundo, em geral, e de Angola, em particular, a organização do Top dos Mais Queridos pretende ter público na gala final.

"Estamos a analisar como será a situação epidemiológica do país nos próximos meses e a preparar um espectáculo com público, pelo que esperamos que consigamos isto até lá", disse o PCA.

Para a edição deste ano, a RNA propõe-se a homenagear a praça (aonde tudo acontece desde a vendedeira informal que comercializa produtos, o ardina que vende os seus livros e  aos engraxadores que limpam os sapatos).

A votação para o top começa já dia nove do mês em curso.

O Top dos Mais Queridos é uma iniciativa cultural da Radiodifusão Nacional de Angola-EP (RNA-EP) que visa premiar as músicas de cantores individuais ou bandas, mais ouvidas nos seus canais envolvendo os ouvintes pela votação no processo de seleção das canções em concurso.

Com três edições ganhas desde o longínquo ano de 1982, o músico Pedrito continua a ser o recordista do Top dos Mais Queridos, uma realização da Rádio Nacional de Angola (RNA), que reúne anualmente os melhores da música angolana.

Pedrito venceu a primeira edição realizada em 1982, repetindo os feitos em 1984 e 1986.

Na segunda posição aparecem Jacinto Tchipa, vencedor em 1988 e 1989, e Matias Damásio, que conquistou o top em 2007 e 2013.

Yannick Afroman, foi o último vencedor do top com a  música "Bakongo", na edicção de 2019.

De 1992 a 2000 não se realizou, devido ao conflito armado no país.