Trinta e três anos depois, BJLA realiza pleito eleitoral

  • Fachada da União dos Escritores angolanos U E A
Luanda – A Brigada Jovem de Literatura de Angola (BJLA) realiza no sábado, pelas nove horas, na União dos Escritores Angolanos (UEA), em Luanda, a assembleia geral para a renovação de mandatos, trinta e três anos depois.

Segundo a vice-presidente da Comissão Eleitoral, Kanguimbu Ananás, concorre no pleito desta agremiação literária o escritor Carlos Pedro, único a propor a sua candidatura.

Deste modo, apontou, 50 membros da BJLA vão votar em Luanda, presencialmente, na sede da UEA, enquanto cinco membros residentes em cada uma das demais províncias o farão por via tecnológica zon.

O escritor Carlos Pedro, que concorre para a presidência executiva da Brigada Jovem de Literatura de Angola (BJLA), diz que uma das suas apostas, caso vença, é na formação e no incentivo dos jovens escritores para participarem nos prémios promovidos no país como no estrangeiro.

O candidato pretende ainda, entre outras acções, fazer advocacia, junto do Conselho Nacional de Juventude, para levar as preocupações dos jovens escritores para o apoio institucional, com vista a melhoria das políticas públicas voltadas a este sector cultural.

Fazem parte da lista concorrente, para um mandato de dois anos na BJLA, Carlos Pedro, presidente da Comissão Executiva, secretário-geral, Nilton André “Avó Ngola Avó”, e presidente da Mesa da Assembleia Geral, Mbangula Katumua.

Conforme o regulamento eleitoral, o dia 21 de Novembro é o da votação, contagem e anúncio do vencedor.

A Comissão Eleitoral é integrada pelo escritor Conceição Cristóvão, como presidente, Kanguimbu Ananás, Vice-Presidente, e Akiz Neto, secretário.

A Brigada Jovem de Literatura de Angola (BJLA), representada pelo país, existe desde 1981.

Foi primeiro presidente Conceição Cristóvão, seguiu-se David Mendes e Nicolau Sebastião da Conceição “Kudjimbe”.

Desde 1987, Kudjimbe figura na posição de presidente executivo, Jonh Bella, Secretário-Geral Adjunto, e David Mendes, Presidente da Mesa da Assembleia.

O escritor e candidato, Carlos Pedro tem dois livros publicados, designadamente “ Pegadas do Passado” e “Nga Mbaka Kambumbu – Memórias da Minha Infância”, assim como participou, com os seus trabalhos literários, nas antologias “Os Africanos”, “Asas da Liberdade”, “PalavrasTextos e Contextos”, “Elos de Uma Corrente que nos Une e Raízes” e “Laços de Angola com o Brasil”.

Segundo a vice-presidente da Comissão Eleitoral, Kanguimbu Ananás, concorre no pleito desta agremiação literária o escritor Carlos Pedro, único a propor a sua candidatura.

Deste modo, apontou, 50 membros da BJLA vão votar em Luanda, presencialmente, na sede da UEA, enquanto cinco membros residentes em cada uma das demais províncias o farão por via tecnológica zon.

O escritor Carlos Pedro, que concorre para a presidência executiva da Brigada Jovem de Literatura de Angola (BJLA), diz que uma das suas apostas, caso vença, é na formação e no incentivo dos jovens escritores para participarem nos prémios promovidos no país como no estrangeiro.

O candidato pretende ainda, entre outras acções, fazer advocacia, junto do Conselho Nacional de Juventude, para levar as preocupações dos jovens escritores para o apoio institucional, com vista a melhoria das políticas públicas voltadas a este sector cultural.

Fazem parte da lista concorrente, para um mandato de dois anos na BJLA, Carlos Pedro, presidente da Comissão Executiva, secretário-geral, Nilton André “Avó Ngola Avó”, e presidente da Mesa da Assembleia Geral, Mbangula Katumua.

Conforme o regulamento eleitoral, o dia 21 de Novembro é o da votação, contagem e anúncio do vencedor.

A Comissão Eleitoral é integrada pelo escritor Conceição Cristóvão, como presidente, Kanguimbu Ananás, Vice-Presidente, e Akiz Neto, secretário.

A Brigada Jovem de Literatura de Angola (BJLA), representada pelo país, existe desde 1981.

Foi primeiro presidente Conceição Cristóvão, seguiu-se David Mendes e Nicolau Sebastião da Conceição “Kudjimbe”.

Desde 1987, Kudjimbe figura na posição de presidente executivo, Jonh Bella, Secretário-Geral Adjunto, e David Mendes, Presidente da Mesa da Assembleia.

O escritor e candidato, Carlos Pedro tem dois livros publicados, designadamente “ Pegadas do Passado” e “Nga Mbaka Kambumbu – Memórias da Minha Infância”, assim como participou, com os seus trabalhos literários, nas antologias “Os Africanos”, “Asas da Liberdade”, “PalavrasTextos e Contextos”, “Elos de Uma Corrente que nos Une e Raízes” e “Laços de Angola com o Brasil”.