Dirigente da JMPLA realça tradições culturais do Zaire

Mbanza Kongo – O secretário Nacional da JMPLA, Crispiniano dos Santos, elogiou, nesta quarta-feira, em Mbanza Kongo, província do Zaire, a forma como os hábitos, usos e costumes ancestrais ainda se conservam na região.

O dirigente da organização juvenil do MPLA, que iniciou uma visita de trabalho de três dias ao Zaire, falava à saída de um encontro de cortesia com as autoridades do Lumbu (corte real Kongo), ocorrido numa das salas anexas ao Museu dos Reis do Kongo.

Na óptica do responsável juvenil, o legado da preservação da tradição local está a ser bem transmitido à nova geração, que tem também a missão de o perpetuar.

Durante o encontro, antecedido do habitual ritual tradicional, a cargo das autoridades da corte real Kongo, o primeiro secretário nacional da JMPLA foi informado sobre aspectos que se prendem com a génese da tradição cultural Kongo.

Mbanza Kongo foi o centro político administrativo do antigo Reino do Kongo, fundado por Nimi a Lukeni no século XIV. Esta cidade foi inscrita na lista do Património Cultural da Humanidade a 08 de Julho de 2017.

O Império do Congo foi um  Estado pré-colonial que se situava no sudoeste da África no território que hoje corresponde o noroeste de Angola, incluindo Cabinda, o sudoeste e oeste da República do Congo,  parte oeste da República Democrática do Congo(RDC) e o centro-sul do Gabao.

 

 

O dirigente da organização juvenil do MPLA, que iniciou uma visita de trabalho de três dias ao Zaire, falava à saída de um encontro de cortesia com as autoridades do Lumbu (corte real Kongo), ocorrido numa das salas anexas ao Museu dos Reis do Kongo.

Na óptica do responsável juvenil, o legado da preservação da tradição local está a ser bem transmitido à nova geração, que tem também a missão de o perpetuar.

Durante o encontro, antecedido do habitual ritual tradicional, a cargo das autoridades da corte real Kongo, o primeiro secretário nacional da JMPLA foi informado sobre aspectos que se prendem com a génese da tradição cultural Kongo.

Mbanza Kongo foi o centro político administrativo do antigo Reino do Kongo, fundado por Nimi a Lukeni no século XIV. Esta cidade foi inscrita na lista do Património Cultural da Humanidade a 08 de Julho de 2017.

O Império do Congo foi um  Estado pré-colonial que se situava no sudoeste da África no território que hoje corresponde o noroeste de Angola, incluindo Cabinda, o sudoeste e oeste da República do Congo,  parte oeste da República Democrática do Congo(RDC) e o centro-sul do Gabao.