Erupção vulcânica cria nova ilha no Japão

Tóquio - A erupção do vulcão submarino Fukutoku-Okanoba, no Japão, que continua em curso, formou uma ilha de aproximadamente um quilómetro de diâmetro, informou a Guarda Costeira japonesa.

Anteriormente, outras ilhas efêmeras formaram-se após a erupção do vulcão submarino Fukutoku-Okanoba, sendo a mais recente em 1986.

Na manhã do dia 13 de Agosto, foi confirmada a erupção do vulcão localizado nas ilhas Ogasawara, 11 anos depois da última erupção, que ocorreu em 2010.

Anteriormente, já haviam sido registadas outras formações similares de pequenas ilhas, que mais tarde afundaram no oceano.

Uma das ilhas efêmeras, chamada Shin-Iwo-jima, foi a primeira formação registada deste tipo, após a erupção de 1904. Entretanto, a ilha mais recente surgiu em 1986, porém dois meses depois submergiu pela erosão das ondas.

A Guarda Costeira do Japão emitiu diversas advertências de erupção nas águas em torno da região e pediu precaução aos barcos que navegam, bem como aos aviões que voam, na região.

Anteriormente, outras ilhas efêmeras formaram-se após a erupção do vulcão submarino Fukutoku-Okanoba, sendo a mais recente em 1986.

Na manhã do dia 13 de Agosto, foi confirmada a erupção do vulcão localizado nas ilhas Ogasawara, 11 anos depois da última erupção, que ocorreu em 2010.

Anteriormente, já haviam sido registadas outras formações similares de pequenas ilhas, que mais tarde afundaram no oceano.

Uma das ilhas efêmeras, chamada Shin-Iwo-jima, foi a primeira formação registada deste tipo, após a erupção de 1904. Entretanto, a ilha mais recente surgiu em 1986, porém dois meses depois submergiu pela erosão das ondas.

A Guarda Costeira do Japão emitiu diversas advertências de erupção nas águas em torno da região e pediu precaução aos barcos que navegam, bem como aos aviões que voam, na região.