Al Assad confirma Husein Arnus como primeiro-ministro da Síria

  • Mapa da Síria
Damasco - O presidente sírio Bashar al Assad encarregou hoje o primeiro-ministro interino Husein Arnus da formação de um novo Governo.

A 17 de Julho, Al Assad prestou juramento para um quarto mandato presidencial, quase dois meses após a sua reeleição, com 95,1% dos votos, segundo as autoridades, numa eleição criticada pela oposição e pelo Ocidente.

Esta é a segunda vez que Husein Arnus se encarrega de formar um Governo neste país assolado por uma guerra desde 2011 e uma crise económica aguda.

Arnus, ex-ministro de Recursos Hidráulicos, foi nomeado primeiro-ministro em Agosto de 2020, depois de assumir esta função temporariamente após a destituição, em junho, de Imad Khamis, num contexto de agravamento da crise económica.

Natural da cidade de Maarat al Numan, na província de Idlib (noroeste), Arnus, de 68 anos, é engenheiro civil formado pela Faculdade de Engenharia Civil da Universidade de Aleppo.

Há vários anos é alvo das sanções impostas pelos Estados Unidos e pela União Europeia ao governo de Al Assad.

A 17 de Julho, Al Assad prestou juramento para um quarto mandato presidencial, quase dois meses após a sua reeleição, com 95,1% dos votos, segundo as autoridades, numa eleição criticada pela oposição e pelo Ocidente.

Esta é a segunda vez que Husein Arnus se encarrega de formar um Governo neste país assolado por uma guerra desde 2011 e uma crise económica aguda.

Arnus, ex-ministro de Recursos Hidráulicos, foi nomeado primeiro-ministro em Agosto de 2020, depois de assumir esta função temporariamente após a destituição, em junho, de Imad Khamis, num contexto de agravamento da crise económica.

Natural da cidade de Maarat al Numan, na província de Idlib (noroeste), Arnus, de 68 anos, é engenheiro civil formado pela Faculdade de Engenharia Civil da Universidade de Aleppo.

Há vários anos é alvo das sanções impostas pelos Estados Unidos e pela União Europeia ao governo de Al Assad.