Alerta de uma embarcação com 100 migrantes perto de Malta

Valeta - O serviço telefónico de ajuda para os migrantes no Mediterrâneo Alarm Phone alertou hoje que cerca de 100 pessoas se encontram numa embarcação em dificuldades, sem motor e água potável, perto da área de busca e resgate de Malta.

"Cerca de 100 pessoas necessitam urgentemente ser resgatadas da SAR [da área de busca e resgate] de Malta. Os sobreviventes dizem que uma criança está em coma e necessitam desesperadamente de água, mas a Itália diz que não é sua responsabilidade e Malta não atente o telefone. É provável que este atraso custe vidas", escreveu o serviço telefónico nas redes sociais.

Em mensagem anterior o Alarm Phone tinha avisado que uma mulher tinha "perdido a consciência" e que uma criança estava "em condições críticas", indicando anda que os migrantes a bordo tinham pedido ajuda durante a noite às Forças Armadas de Malta, mas sem obter resposta.

"Telefonaram durante a noite e disseram que estava a entrar água [na embarcação] e que não tinham água potável", lamentou o Alarm Phone numa primeira mensagem, e seguida de outra na qual indicava que os migrantes estavam dirigindo-se para norte, mas que o seu motor estava "avariado".

Por fim, a Alarm Phone pediu que as autoridades da Itália e Malta actuassem e se responsabilizassem pelo resgate destas pessoas.

Hoje, o Ministério do Interior de Itália indicou que deste o início de 2021 chegaram às costas do país 24.779 migrantes, face aos 10.241 no mesmo período do ano anterior.

 

"Cerca de 100 pessoas necessitam urgentemente ser resgatadas da SAR [da área de busca e resgate] de Malta. Os sobreviventes dizem que uma criança está em coma e necessitam desesperadamente de água, mas a Itália diz que não é sua responsabilidade e Malta não atente o telefone. É provável que este atraso custe vidas", escreveu o serviço telefónico nas redes sociais.

Em mensagem anterior o Alarm Phone tinha avisado que uma mulher tinha "perdido a consciência" e que uma criança estava "em condições críticas", indicando anda que os migrantes a bordo tinham pedido ajuda durante a noite às Forças Armadas de Malta, mas sem obter resposta.

"Telefonaram durante a noite e disseram que estava a entrar água [na embarcação] e que não tinham água potável", lamentou o Alarm Phone numa primeira mensagem, e seguida de outra na qual indicava que os migrantes estavam dirigindo-se para norte, mas que o seu motor estava "avariado".

Por fim, a Alarm Phone pediu que as autoridades da Itália e Malta actuassem e se responsabilizassem pelo resgate destas pessoas.

Hoje, o Ministério do Interior de Itália indicou que deste o início de 2021 chegaram às costas do país 24.779 migrantes, face aos 10.241 no mesmo período do ano anterior.