Coreia do Norte comemora quinta-feira aniversário do fundador Kim Il-sung

Luanda – A República Popular Democrática (RPD) da Coreia celebra nesta quinta-feira, 15, o 109 aniversário do nascimento do seu fundador, Kim Il-sung.

Uma nota de imprensa da Embaixada da República Popular Democrática (RPD) da Coreia em Angola a que a ANGOP teve hoje acesso indica que KIM IL SUNG organizou e desenvolveu a luta revolucionária anti-japonesa de 20 anos e alcançou a libertação do país e em 1948.

Conhecido como "o Dia do Sol", o 15 de Abril é considerado feriado mais importante no país. Contrariamente ao habitual, este ano, o aniversário do fundador da RDP da Coreia será festejado com algumas restrições devido a pandemia da Covido-19 que assola o mundo.

Nascido em 1912, Kim Il-sung fundou o Estado norte-coreano em 1948 sob a doutrina 'juche' - uma versão do socialismo baseada na auto-suficiência - e liderou o país até sua morte em 1994. Kim Il Sung morreu aos 82 anos, vítima de uma paragem cardíaca.

Quatro anos depois o seu filho Kim Jong-il, atribuiu-lhe o título de "presidente eterno".

Entretanto, no dia 6 de Agosto de 1971, o fundador da Nação angolana, António Agostinho Neto, encontrou-se com o Presidente KIM IL SUNG, em Pyongyang, para a troca de ideias sobre a luta da libertação nacional.

Na ocasião, o Presidente KIM IL SUNG manifestou apoio e solidariedade à luta de liberação e a construção da nova sociedade angolana.

Uma nota de imprensa da Embaixada da República Popular Democrática (RPD) da Coreia em Angola a que a ANGOP teve hoje acesso indica que KIM IL SUNG organizou e desenvolveu a luta revolucionária anti-japonesa de 20 anos e alcançou a libertação do país e em 1948.

Conhecido como "o Dia do Sol", o 15 de Abril é considerado feriado mais importante no país. Contrariamente ao habitual, este ano, o aniversário do fundador da RDP da Coreia será festejado com algumas restrições devido a pandemia da Covido-19 que assola o mundo.

Nascido em 1912, Kim Il-sung fundou o Estado norte-coreano em 1948 sob a doutrina 'juche' - uma versão do socialismo baseada na auto-suficiência - e liderou o país até sua morte em 1994. Kim Il Sung morreu aos 82 anos, vítima de uma paragem cardíaca.

Quatro anos depois o seu filho Kim Jong-il, atribuiu-lhe o título de "presidente eterno".

Entretanto, no dia 6 de Agosto de 1971, o fundador da Nação angolana, António Agostinho Neto, encontrou-se com o Presidente KIM IL SUNG, em Pyongyang, para a troca de ideias sobre a luta da libertação nacional.

Na ocasião, o Presidente KIM IL SUNG manifestou apoio e solidariedade à luta de liberação e a construção da nova sociedade angolana.