Covid-19: Covid-19: México regista 1.470 mortes em 24 horas

  • Ilustração do  Covid-19
México - O México registou 1.470 novas mortes pelo coronavírus nas últimas 24 horas, um novo máximo diário no país que contabiliza agora 149.084 óbitos desde o início da pandemia, noticiou a Lusa.

Além disso, foram comunicados 20.057 novos casos de coronavírus nas últimas 24 horas.

No total, o México já registou 1.752.347 casos confirmados.


O país, que está a atravessar o segundo pico da pandemia, passou uma semana em que o número recorde de infeções e mortes por covid-19 foi ultrapassado três vezes.


Com estes números, o México continua a ser o quarto país do mundo com mais mortes por covid-19, depois dos Estados Unidos, Brasil e Índia, de acordo com a contagem da Universidade Johns Hopkins.


Segundo a mesma instituição, o México é também o 13.º país do mundo em termos de pacientes registados.


A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.107.903 mortos resultantes de mais de 98,1 milhões de casos de infecção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.


A doença é transmitida por um novo coronavírus detectado no final de Dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

 

Além disso, foram comunicados 20.057 novos casos de coronavírus nas últimas 24 horas.

No total, o México já registou 1.752.347 casos confirmados.


O país, que está a atravessar o segundo pico da pandemia, passou uma semana em que o número recorde de infeções e mortes por covid-19 foi ultrapassado três vezes.


Com estes números, o México continua a ser o quarto país do mundo com mais mortes por covid-19, depois dos Estados Unidos, Brasil e Índia, de acordo com a contagem da Universidade Johns Hopkins.


Segundo a mesma instituição, o México é também o 13.º país do mundo em termos de pacientes registados.


A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.107.903 mortos resultantes de mais de 98,1 milhões de casos de infecção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.


A doença é transmitida por um novo coronavírus detectado no final de Dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.