Covid-19: França regista 339 mortos nas últimas 24 horas

  • Dístico do Covid-19 Novo Coronavírus
Paris – A França registou nas últimas 24 horas 339 novas mortes devido ao novo coronavírus, elevando o número total de mortos desde o início da pandemia para 50.957, anunciaram hoje as autoridades de saúde, noticiou a Lusa.

O número de novos casos diários no país mantém-se acima dos 10.000, com 13.563 nas últimas 24 horas, tendo no total sido já confirmados 2.183.660 contágios em França.


Há atualmente 29.310 pessoas hospitalizadas devido ao vírus e 4.018 destes pacientes estão internados nos cuidados intensivos. O número de pessoas hospitalizadas e pessoas em estado grave continua a descer no país.


A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 1.422.951 mortos resultantes de mais de 60,4 milhões de casos de infecção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.


Na Europa, o maior número de vítimas mortais regista-se no Reino Unido (57.031 mortos, mais de 1,5 milhões de casos), seguindo-se Itália (52.850 mortos, mais de 1,5 milhões de casos), França (50.618 mortos, mais de 2,1 milhões de casos) e Espanha (44.037 mortos, mais de 1,6 milhões de casos).
 

 

 

O número de novos casos diários no país mantém-se acima dos 10.000, com 13.563 nas últimas 24 horas, tendo no total sido já confirmados 2.183.660 contágios em França.


Há atualmente 29.310 pessoas hospitalizadas devido ao vírus e 4.018 destes pacientes estão internados nos cuidados intensivos. O número de pessoas hospitalizadas e pessoas em estado grave continua a descer no país.


A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 1.422.951 mortos resultantes de mais de 60,4 milhões de casos de infecção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.


Na Europa, o maior número de vítimas mortais regista-se no Reino Unido (57.031 mortos, mais de 1,5 milhões de casos), seguindo-se Itália (52.850 mortos, mais de 1,5 milhões de casos), França (50.618 mortos, mais de 2,1 milhões de casos) e Espanha (44.037 mortos, mais de 1,6 milhões de casos).