Covid-19: Reino Unido regista 10 mortes e 7.673 casos diários

  • Ilustração do Covid-19
Londres - O Reino Unido registou 10 mortes e 7.673 casos de covid-19 nas últimas 24 horas, de acordo os últimos dados do Governo.

Na segunda-feira tinham sido notificadas três mortes e 7.742 casos, mas os valores do fim de semana são recorrentemente mais baixos devido ao atraso no processamento dos dados.


Nos últimos sete dias, entre 09 e 15 de Junho, a média diária foi de nove mortes e 7.671 casos, o que corresponde a uma descida de 12,5% no número de mortes mas subida de 38,8% no número de infecções relativamente aos sete dias anteriores.


O agravamento da situação é atribuído à variante Delta, considerada 60% mais transmissível do que a variante Alpha, a qual ultrapassou para se tornar dominante no Reino Unido.


Esta situação levou o primeiro-ministro, Boris Johnson, a anunciar na segunda-feira o adiamento da quarta etapa do plano de desconfinamento por quatro semanas para avançar mais com a vacinação.


Apesar de as vacinas mostrarem alguma eficácia em evitar que sintomas graves da doença, o número de hospitalizações tem estado a crescer, sobretudo de adultos que ainda não foram imunizados.


"A vacinação reduz muito a transmissão e duas doses fornecem um alto grau de proteção contra doenças graves e morte. Mas ainda existem milhões de adultos jovens que não foram vacinados e, infelizmente, uma proporção dos idosos e vulneráveis ainda pode morrer, mesmo que tenham recebido duas tomas”, explicou.


Assim, o Governo decidiu que o intervalo das segundas tomas será reduzido de 12 para oito semanas para os maiores de 40 anos e acelerado o plano de vacinação para garantir a inoculação de todos os adultos com uma primeira dose até 19 de Julho.


Desde Dezembro foram inoculadas 41.831.056 pessoas com uma primeira dose de uma vacina contra a covid-19, o que corresponde a 79,4% da população adulta.


Pelo menos 30.209.707 pessoas, ou 57,4% da população adulta, já receberam também a segunda dose.

Desde o início da pandemia, foram notificados 127.917 óbitos de covid-19 num total de 4.581.006 infecções confirmadas no Reino Unido.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 3.813.994 mortos no mundo, resultantes de mais de 176,1 milhões de casos de infecção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 17.049 pessoas dos 859.045 casos de infecção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direcção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida pelo novo coronavírus SARS-CoV-2, detectado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

 

Na segunda-feira tinham sido notificadas três mortes e 7.742 casos, mas os valores do fim de semana são recorrentemente mais baixos devido ao atraso no processamento dos dados.


Nos últimos sete dias, entre 09 e 15 de Junho, a média diária foi de nove mortes e 7.671 casos, o que corresponde a uma descida de 12,5% no número de mortes mas subida de 38,8% no número de infecções relativamente aos sete dias anteriores.


O agravamento da situação é atribuído à variante Delta, considerada 60% mais transmissível do que a variante Alpha, a qual ultrapassou para se tornar dominante no Reino Unido.


Esta situação levou o primeiro-ministro, Boris Johnson, a anunciar na segunda-feira o adiamento da quarta etapa do plano de desconfinamento por quatro semanas para avançar mais com a vacinação.


Apesar de as vacinas mostrarem alguma eficácia em evitar que sintomas graves da doença, o número de hospitalizações tem estado a crescer, sobretudo de adultos que ainda não foram imunizados.


"A vacinação reduz muito a transmissão e duas doses fornecem um alto grau de proteção contra doenças graves e morte. Mas ainda existem milhões de adultos jovens que não foram vacinados e, infelizmente, uma proporção dos idosos e vulneráveis ainda pode morrer, mesmo que tenham recebido duas tomas”, explicou.


Assim, o Governo decidiu que o intervalo das segundas tomas será reduzido de 12 para oito semanas para os maiores de 40 anos e acelerado o plano de vacinação para garantir a inoculação de todos os adultos com uma primeira dose até 19 de Julho.


Desde Dezembro foram inoculadas 41.831.056 pessoas com uma primeira dose de uma vacina contra a covid-19, o que corresponde a 79,4% da população adulta.


Pelo menos 30.209.707 pessoas, ou 57,4% da população adulta, já receberam também a segunda dose.

Desde o início da pandemia, foram notificados 127.917 óbitos de covid-19 num total de 4.581.006 infecções confirmadas no Reino Unido.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 3.813.994 mortos no mundo, resultantes de mais de 176,1 milhões de casos de infecção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 17.049 pessoas dos 859.045 casos de infecção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direcção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida pelo novo coronavírus SARS-CoV-2, detectado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.