Covid-19: Reino Unido regista número de infecções mais baixo em duas semanas

  • Dístico do Covid-19 Novo Coronavírus
Londres - O Reino Unido registou 19.609 infeções pelo novo coronavírus, o número mais baixo desde 02 de novembro, e 529 mortes associadas a covid-19 nas últimas 24 horas, informou o ministério da Saúde britânico, noticiou a Lusa.

Na terça-feira tinham sido registados 598 mortes e 20.051 novos casos de covid-19.


A média dos últimos sete dias foi de, em média, 24.802 casos por dia e 416 mortes por dia.


O total acumulado desde o início da pandemia covid-19 no Reino Unido é agora de 1.430.341 contágios confirmados e de 53.274 óbitos registados num período de 28 dias após as vítimas terem recebido um teste positivo.


Existem alguns sinais de que as restrições na Inglaterra estão a funcionar, mas o número de hospitalizações e mortes continuam elevadas, pelo que o governo mantém em aberto de que forma vai levantar o confinamento nacional atualmente em vigor até 02 de Dezembro.


Especialistas do serviço de saúde público NHS sugeriram hoje que as autoridades estão a procurar soluções para permitir algum convívio e contacto social durante a época do Natal.


Numa conferência de imprensa esta manhã, a epidemióloga Susan Hopkins avisou que, “por cada dia de desconfinamento, precisamos de dois dias de restrições mais rígidas".


Por isso, vincou, "é realmente importante entrarmos na semana festiva, quando queremos juntar-nos com amigos e família, com o número de infecções na comunidade o mais baixo possível”, um sinal de que o confinamento poderá ser substituído por mais restrições.


A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 1.339.130 mortos resultantes de mais de 55,6 milhões de casos de infecção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

 

 

Na terça-feira tinham sido registados 598 mortes e 20.051 novos casos de covid-19.


A média dos últimos sete dias foi de, em média, 24.802 casos por dia e 416 mortes por dia.


O total acumulado desde o início da pandemia covid-19 no Reino Unido é agora de 1.430.341 contágios confirmados e de 53.274 óbitos registados num período de 28 dias após as vítimas terem recebido um teste positivo.


Existem alguns sinais de que as restrições na Inglaterra estão a funcionar, mas o número de hospitalizações e mortes continuam elevadas, pelo que o governo mantém em aberto de que forma vai levantar o confinamento nacional atualmente em vigor até 02 de Dezembro.


Especialistas do serviço de saúde público NHS sugeriram hoje que as autoridades estão a procurar soluções para permitir algum convívio e contacto social durante a época do Natal.


Numa conferência de imprensa esta manhã, a epidemióloga Susan Hopkins avisou que, “por cada dia de desconfinamento, precisamos de dois dias de restrições mais rígidas".


Por isso, vincou, "é realmente importante entrarmos na semana festiva, quando queremos juntar-nos com amigos e família, com o número de infecções na comunidade o mais baixo possível”, um sinal de que o confinamento poderá ser substituído por mais restrições.


A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 1.339.130 mortos resultantes de mais de 55,6 milhões de casos de infecção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.