Covid-19: Tóquio regista recorde com 2.848 novos contágios em 24 horas

  • The Covid-19 virus
Tóquio - As autoridades de Tóquio, onde decorrem os Jogos Olímpicos, anunciaram hoje que a capital japonesa registou o maior número de infecções diárias por SARS-CoV-2 alguma vez contabilizada, com 2.848 novos casos.

As autoridades de Tóquio referiram que o número de novos casos hoje supera o recorde registado em 07 de Janeiro deste ano, quando foram contabilizados 2.520 contágios.


Tóquio está a viver o seu quarto estado de emergência, que durará até 22 de Agosto, durante os Jogos Olímpicos e Paraolímpicos.
A capital do Japão já registou mais de 200.000 casos do coronavírus responsável pela Covid-19 desde o início da pandemia, no final de 2019.


Os especialistas alertaram que a variante Delta, mais contagiosa, pode causar um aumento repentino de casos durante os Jogos Olímpicos.


A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 4.163.235 mortos em todo o mundo, entre mais de 194,1 milhões de casos de infecção pelo novo coronavírus, segundo o balanço mais recente da agência de notícias France-Presse (AFP).


A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detectado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e actualmente com variantes identificadas em países como o Reino Unido, Índia, África do Sul, Brasil e Peru.

 

As autoridades de Tóquio referiram que o número de novos casos hoje supera o recorde registado em 07 de Janeiro deste ano, quando foram contabilizados 2.520 contágios.


Tóquio está a viver o seu quarto estado de emergência, que durará até 22 de Agosto, durante os Jogos Olímpicos e Paraolímpicos.
A capital do Japão já registou mais de 200.000 casos do coronavírus responsável pela Covid-19 desde o início da pandemia, no final de 2019.


Os especialistas alertaram que a variante Delta, mais contagiosa, pode causar um aumento repentino de casos durante os Jogos Olímpicos.


A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 4.163.235 mortos em todo o mundo, entre mais de 194,1 milhões de casos de infecção pelo novo coronavírus, segundo o balanço mais recente da agência de notícias France-Presse (AFP).


A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detectado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e actualmente com variantes identificadas em países como o Reino Unido, Índia, África do Sul, Brasil e Peru.