Espanha recomenda suspensão dos voos para La Palma devido ao vulcão

Madrid - O gestor da navegação em Espanha, Enaire, emitiu uma recomendação, como medida preventiva, para que sejam suspensos os voos para a ilha de La Palma, devido à erupção de um vulcão, informaram fontes de Aena à Efe.

Os serviços de emergência estão de prevenção para a eventualidade de terem de evacuar cerca de um milhar de pessoas, alertaram as autoridades.

Em última instância serão as companhias aéreas que decidirão se voam para La Palma, uma vez que o tráfego aéreo não está fechado, acrescentam as mesmas fontes.

A companhia aérea Binter Canarias referiu o regresso ao ponto de origem de um voo que partia de Tenerife Norte com destino a La Palma.

A companhia acrescenta, nas redes sociais, que tem conhecimento da situação vulcânica e que neste momento funciona "normalmente", embora o fumo que sai da zona de Cabeza de Vaca "possa afectar a visibilidade".

O vulcão Cumbre Vieja, na ilha espanhola de La Palma, entrou hoje em erupção na zona de Las Manchas, depois de mais de uma semana em que foram registados milhares de sismos na região.

Na zona, próxima de Las Manchas, é visível uma enorme coluna de material vulcânico, divulgou a Efe.

O local onde se deu a erupção não é habitado, confirmou o presidente das Canárias, Ángel Víctor Torres.

O Cumbre Vieja de La Palma é um dos complexos vulcânicos mais activos das ilhas Canárias, sendo o responsável por duas das três últimas erupções nas ilhas, o vulcão San Juan (1949) e o Teneguía (1971).

O Instituto Geográfico Nacional e o Instituto Vulcanológico das Canárias registaram desde 11 de Setembro um importante acumulado de milhares de pequenos sismos na periferia do Cumbre Vieja, com epicentros a mais de 20 quilómetros de profundidade que, progressivamente, foram ascendendo à superfície.

Desde o início da semana a ilha encontrava-se em alerta amarelo devido ao risco de erupção vulcânica na zona (nível 2 de 4).

Hoje de manhã, as autoridades começaram a retirar as pessoas com problemas de mobilidade nas localidades dos municípios de El Paso, Los Llanos de Aridane, Villa de Mazo e Fuencaliente.

Desde que há registos históricos - desde a conquista das Canárias no século XV - La Palma foi cenário de sete das 16 erupções vulcânicas registadas no arquipélago.

Os serviços de emergência estão de prevenção para a eventualidade de terem de evacuar cerca de um milhar de pessoas, alertaram as autoridades.

Geólogos espanhóis rastrearam na última semana a formação de um "enxame de terramotos" ao redor de La Palma. Um enxame de terramotos é um agrupamento de terramotos numa área durante um curto período e pode indicar a aproximação de uma erupção.

La Palma, com 85 mil habitantes, é uma das oito ilhas do arquipélago das Canárias. No seu ponto mais próximo com África dista 100 quilómetros de Marrocos.

A ilha espanhola encontra-se a 460 quilómetros da ilha portuguesa da Madeira e 1.428 quilómetros da ilha do Sal (Cabo Verde).

Os serviços de emergência estão de prevenção para a eventualidade de terem de evacuar cerca de um milhar de pessoas, alertaram as autoridades.

Em última instância serão as companhias aéreas que decidirão se voam para La Palma, uma vez que o tráfego aéreo não está fechado, acrescentam as mesmas fontes.

A companhia aérea Binter Canarias referiu o regresso ao ponto de origem de um voo que partia de Tenerife Norte com destino a La Palma.

A companhia acrescenta, nas redes sociais, que tem conhecimento da situação vulcânica e que neste momento funciona "normalmente", embora o fumo que sai da zona de Cabeza de Vaca "possa afectar a visibilidade".

O vulcão Cumbre Vieja, na ilha espanhola de La Palma, entrou hoje em erupção na zona de Las Manchas, depois de mais de uma semana em que foram registados milhares de sismos na região.

Na zona, próxima de Las Manchas, é visível uma enorme coluna de material vulcânico, divulgou a Efe.

O local onde se deu a erupção não é habitado, confirmou o presidente das Canárias, Ángel Víctor Torres.

O Cumbre Vieja de La Palma é um dos complexos vulcânicos mais activos das ilhas Canárias, sendo o responsável por duas das três últimas erupções nas ilhas, o vulcão San Juan (1949) e o Teneguía (1971).

O Instituto Geográfico Nacional e o Instituto Vulcanológico das Canárias registaram desde 11 de Setembro um importante acumulado de milhares de pequenos sismos na periferia do Cumbre Vieja, com epicentros a mais de 20 quilómetros de profundidade que, progressivamente, foram ascendendo à superfície.

Desde o início da semana a ilha encontrava-se em alerta amarelo devido ao risco de erupção vulcânica na zona (nível 2 de 4).

Hoje de manhã, as autoridades começaram a retirar as pessoas com problemas de mobilidade nas localidades dos municípios de El Paso, Los Llanos de Aridane, Villa de Mazo e Fuencaliente.

Desde que há registos históricos - desde a conquista das Canárias no século XV - La Palma foi cenário de sete das 16 erupções vulcânicas registadas no arquipélago.

Os serviços de emergência estão de prevenção para a eventualidade de terem de evacuar cerca de um milhar de pessoas, alertaram as autoridades.

Geólogos espanhóis rastrearam na última semana a formação de um "enxame de terramotos" ao redor de La Palma. Um enxame de terramotos é um agrupamento de terramotos numa área durante um curto período e pode indicar a aproximação de uma erupção.

La Palma, com 85 mil habitantes, é uma das oito ilhas do arquipélago das Canárias. No seu ponto mais próximo com África dista 100 quilómetros de Marrocos.

A ilha espanhola encontra-se a 460 quilómetros da ilha portuguesa da Madeira e 1.428 quilómetros da ilha do Sal (Cabo Verde).