Índia reporta 58.419 casos nos últimos três meses

  • Bandeira da Índia
Nova Délhi - A Índia registou, este domingo, 58.419 casos de Covid-19, o menor número diário dos últimos três meses, anunciaram as autoridades de saúde indianas.

De acordo com o mesmo relatório, nas últimas 24 horas, morreram 1.576 pessoas.

No total, faleceram 386.713 pessoas devido à Covid-19 na Índia, desde que a pandemia atingiu o país. Já o número de casos confirmados é de cerca de 30 milhões.

Desde o dia sete de Maio que os números diários na Índia estão a diminuir. O país viveu em alerta durante mais de um mês, chegado mesmo a registar mais de 414 mil casos num só dia. As autoridades começam agora a aliviar o confinamento e as restrições para conseguirem reativar a economia.

"A retirada das restrições em alguns estados levou ao regresso da superlotação de mercados e espaços semelhantes, sem respeitar as normas de comportamento adequado contra o coronavírus", afirmou o secretário do Interior indiano, Ajay Bhalla, em carta dirigida aos chefes de governo de Estado.

A Índia está a reabrir os monumentos ao público, entre eles o Taj Mahal, à medida que o número de infectados e de mortos continua a diminuir.

Na semana passada, em Nova Deli, foram reabertas lojas, centros comerciais e restaurantes, tendo também sido atenuadas as restrições em Mumbai, Bengaluru, Chennai, entre outras cidades.

 

De acordo com o mesmo relatório, nas últimas 24 horas, morreram 1.576 pessoas.

No total, faleceram 386.713 pessoas devido à Covid-19 na Índia, desde que a pandemia atingiu o país. Já o número de casos confirmados é de cerca de 30 milhões.

Desde o dia sete de Maio que os números diários na Índia estão a diminuir. O país viveu em alerta durante mais de um mês, chegado mesmo a registar mais de 414 mil casos num só dia. As autoridades começam agora a aliviar o confinamento e as restrições para conseguirem reativar a economia.

"A retirada das restrições em alguns estados levou ao regresso da superlotação de mercados e espaços semelhantes, sem respeitar as normas de comportamento adequado contra o coronavírus", afirmou o secretário do Interior indiano, Ajay Bhalla, em carta dirigida aos chefes de governo de Estado.

A Índia está a reabrir os monumentos ao público, entre eles o Taj Mahal, à medida que o número de infectados e de mortos continua a diminuir.

Na semana passada, em Nova Deli, foram reabertas lojas, centros comerciais e restaurantes, tendo também sido atenuadas as restrições em Mumbai, Bengaluru, Chennai, entre outras cidades.