Irão ultrapassa barreira dos dois milhões de casos

Teerão - O Irão ultrapassou hoje oficialmente a barreira dos dois milhões de casos confirmados de infecção pelo SARS-CoV-2, em plena aceleração da pandemia, após um novo recorde de contaminações diárias.

No total, a pandemia fez 63.884 mortos no Irão, num total de 2.006.934 pessoas infectadas, anunciou a porta-voz do Ministério da Saúde, Sima Sadat Lari.

Nas últimas 24 horas, o país registou 22.586 contaminações, o terceiro recorde diário consecutivo.

O Irão enfrenta o surto mais severo de covid-19 até ao momento.

O surto ocorre após as duas semanas de férias das festividades do Ano Novo persa (Nowruz), em que milhões de pessoas se deslocaram para reuniões familiares em todo o território desafiando as restrições impostas pelo Governo.

O Irão confrontou-se durante vários meses para inverter o maior surto da pandemia de covid-19 do Médio Oriente.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

No total, a pandemia fez 63.884 mortos no Irão, num total de 2.006.934 pessoas infectadas, anunciou a porta-voz do Ministério da Saúde, Sima Sadat Lari.

Nas últimas 24 horas, o país registou 22.586 contaminações, o terceiro recorde diário consecutivo.

O Irão enfrenta o surto mais severo de covid-19 até ao momento.

O surto ocorre após as duas semanas de férias das festividades do Ano Novo persa (Nowruz), em que milhões de pessoas se deslocaram para reuniões familiares em todo o território desafiando as restrições impostas pelo Governo.

O Irão confrontou-se durante vários meses para inverter o maior surto da pandemia de covid-19 do Médio Oriente.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.