Iraque: Estado Islâmico reivindica explosão de poços petrolíferos

Bagdad - O grupo 'jihadista' Estado Islâmico (EI) reivindicou hoje a explosão de dois poços petrolíferos no centro do Iraque, provocando um grande incêndio.

Em declarações à agência noticiosa espanhola EFE, o tenente-coronel da polícia de Kirkut (norte), Hussein al-Obeidi, indicou que o grupo 'jihadista" fez detonar explosivos nos dois poços, situados no campo de Khabaz, ataque que o EI hoje reivindicou.

Fonte da empresa estatal iraquiana North Oil Company (NOC), gestora do campo petrolífero, citada também pela EFE, adiantou que os incêndios foram, entretanto, extintos.

A fonte não soube indicar se a produção foi interrompida na sequência do ataque, mas adiantou que os dois poços produzem entre 20 mil a 25 mil barris diários de crude.

Até agora, não foi avançada qualquer referência a eventuais vítimas.

Os ataques contra instalações energéticas no Iraque são habitualmente reivindicados pelo grupo 'jihadista' Estado Islâmico que, nos últimos meses, fez detonar vários engenhos explosivos contra torres de transporte de energia e oleodutos.

Em declarações à agência noticiosa espanhola EFE, o tenente-coronel da polícia de Kirkut (norte), Hussein al-Obeidi, indicou que o grupo 'jihadista" fez detonar explosivos nos dois poços, situados no campo de Khabaz, ataque que o EI hoje reivindicou.

Fonte da empresa estatal iraquiana North Oil Company (NOC), gestora do campo petrolífero, citada também pela EFE, adiantou que os incêndios foram, entretanto, extintos.

A fonte não soube indicar se a produção foi interrompida na sequência do ataque, mas adiantou que os dois poços produzem entre 20 mil a 25 mil barris diários de crude.

Até agora, não foi avançada qualquer referência a eventuais vítimas.

Os ataques contra instalações energéticas no Iraque são habitualmente reivindicados pelo grupo 'jihadista' Estado Islâmico que, nos últimos meses, fez detonar vários engenhos explosivos contra torres de transporte de energia e oleodutos.