ONU arrecada USD 370 milhões para Fundo de Emergência humanitária

  • António Guterres,  secretário geral da ONU
Nova Iorque - As Nações Unidas (ONU) anunciaram durante uma videoconferência de doadores que arrecadou mais de 370 milhões de dólares para o Fundo de Emergência, destinado a responder parcialmente às crises humanitárias em todo o mundo em 2021.

Mais de 50 doadores contribuíram com esta quantia para o Fundo Central de Resposta a Emergências da ONU, administrado pelo subsecretário-geral da organização para Assuntos Humanitários, Mark Lowcock.

"Este Fundo é uma das maneiras mais rápidas de ajudar as pessoas atingidas por crises repentinas ou em crises em deterioração, e aqueles que não estão na linha de frente do radar global", disse terça-feira o Secretário-Geral do ONU, António Guterres.

Criado em 2005, o Fundo "ajudou milhões de pessoas neste ano a receberem alimentos, cuidados, abrigo e proteção", acrescentou Lowcock.

O Fundo de Emergência da ONU beneficiou neste ano 65 milhões de pessoas em 52 países e territórios com mais de 900 milhões de dólares.

Esses recursos foram usados em combate à pandemia da covid-19 e outras doenças, em conflitos ou durante catástrofes naturais (secas, terremotos, furacões) ou para prevenir a fome, segundo o comunicado.

A conferência de doadores para o Fundo de Emergência acontece dias após a ONU ter divulgado a estimativa das necessidades humanitárias de 160 milhões de pessoas em 2021, que chega a 35 mil milhões de dólares.

Mais de 50 doadores contribuíram com esta quantia para o Fundo Central de Resposta a Emergências da ONU, administrado pelo subsecretário-geral da organização para Assuntos Humanitários, Mark Lowcock.

"Este Fundo é uma das maneiras mais rápidas de ajudar as pessoas atingidas por crises repentinas ou em crises em deterioração, e aqueles que não estão na linha de frente do radar global", disse terça-feira o Secretário-Geral do ONU, António Guterres.

Criado em 2005, o Fundo "ajudou milhões de pessoas neste ano a receberem alimentos, cuidados, abrigo e proteção", acrescentou Lowcock.

O Fundo de Emergência da ONU beneficiou neste ano 65 milhões de pessoas em 52 países e territórios com mais de 900 milhões de dólares.

Esses recursos foram usados em combate à pandemia da covid-19 e outras doenças, em conflitos ou durante catástrofes naturais (secas, terremotos, furacões) ou para prevenir a fome, segundo o comunicado.

A conferência de doadores para o Fundo de Emergência acontece dias após a ONU ter divulgado a estimativa das necessidades humanitárias de 160 milhões de pessoas em 2021, que chega a 35 mil milhões de dólares.