Papa celebra missa por bispos e cardeais falecidos

  • Papa Francisco recebe Presidente João Lourenço no Vaticano
Vaticano - O Papa Francisco celebrou hoje missa pelos bispos e cardeais que morreram este ano perante apenas algumas dezenas de religiosos e religiosas, o que se repetirá nas próximas ocasiões devido à pandemia.

Todos os participantes, incluindo os concelebrantes, os leitores e também o mestre das celebrações litúrgicas, Guido Marini, sempre ao lado do pontífice durante estes actos, usaram máscara, mas Francisco não.

O Vaticano anunciou que devido ao aumento de casos em Itália, seriam tomadas medidas novamente para evitar o contágio e que as celebrações do Papa seriam com a presença de poucos fiéis, enquanto as audiências gerais com o público seriam suspensas.

A missa pelos seis cardeais que morreram este ano e pelos 163 arcebispos e bispos foi celebrada no altar da Cátedra da Basílica de São Pedro, como acontece desde 1986, por decisão de São João Paulo II -- antes era celebrada na Capela Sistina.

A 02 de Novembro, Francisco celebrou sozinho missa pelos mortos dentro do Vaticano, enquanto em anos anteriores teria ido aos cemitérios de Roma.

Na homilia de hoje, o Papa fez uma reflexão sobre a fé na ressurreição apelando para a superação do medo e da tristeza existencial, "como se tudo acabasse com a morte".

"Somos chamados a acreditar na ressurreição, não como numa espécie de miragem que surge no horizonte, mas como um acontecimento presente, que misteriosamente já nos toca agora", disse.

Todos os participantes, incluindo os concelebrantes, os leitores e também o mestre das celebrações litúrgicas, Guido Marini, sempre ao lado do pontífice durante estes actos, usaram máscara, mas Francisco não.

O Vaticano anunciou que devido ao aumento de casos em Itália, seriam tomadas medidas novamente para evitar o contágio e que as celebrações do Papa seriam com a presença de poucos fiéis, enquanto as audiências gerais com o público seriam suspensas.

A missa pelos seis cardeais que morreram este ano e pelos 163 arcebispos e bispos foi celebrada no altar da Cátedra da Basílica de São Pedro, como acontece desde 1986, por decisão de São João Paulo II -- antes era celebrada na Capela Sistina.

A 02 de Novembro, Francisco celebrou sozinho missa pelos mortos dentro do Vaticano, enquanto em anos anteriores teria ido aos cemitérios de Roma.

Na homilia de hoje, o Papa fez uma reflexão sobre a fé na ressurreição apelando para a superação do medo e da tristeza existencial, "como se tudo acabasse com a morte".

"Somos chamados a acreditar na ressurreição, não como numa espécie de miragem que surge no horizonte, mas como um acontecimento presente, que misteriosamente já nos toca agora", disse.